Menu
Busca sábado, 14 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
Perkal
Cultura

Artesanato do MS é sucesso na Feneart

A maior feira de artesanato da América Latina teve participação da arte sul-mato-grossense em destaque

21 julho 2019 - 13h00Sarah Chaves, com informações da assessoria

A maior feira de artesanato da América Latina, Fenearte vendeu R$187.433,00 no estande de arte da Fundação Cultura de Mato Grosso do Sul (MS), na 20° edição do evento que ocorreu nos dias 3 a14 de julho no Centro de Convenções de Pernambuco.

Entre as feiras que o artesanato de MS já participou, vale destacar que esta edição da Fenearte contou com a participação do artesanato indígena das etnias Kadiwéu e Terena.

A gerente de Desenvolvimento de Atividades Artesanais da Fundação de Cultura do MS, Katienka Klain ressalta ser a primeira vez que o artesanato indígena participa da feira e a importância desse feito, “acho de extrema importância que isso prevaleça, temos a segunda maior população indígena do país,  nada mais justo esta participação”, afirmou

Os artesãos e entidades foram selecionados por edital, considerando critérios como a referência à cultura popular, a criatividade, consciência ambiental, entre outros. Representaram também o Estado a artesã Ana Vitorino Leodério e as Entidades do Setor Artesanal:Associação de Artesanato de MS (Artems), Associação dos Produtores de Artesanato e Artistas Populares de MS (Proart),  e União Estadual dos Artesãos de Mato Grosso do Sul (Uneart).

Além do artesanato indígena das etnias Kadiwéu e Terena, o público da feira prestigiou outros tradicionais e de arte popular, peças que retratam costumes, tradições e demais referências culturais do estado, produzidas, em grande parte, com matérias primas locais, manifestando a criatividade e a identidade cultural do povo sul-mato-grossense.

Fenearte

Considerada a maior feira de artesanato da América Latina, a Fenearte tem como objetivo valorizar e difundir os saberes tradicionais, estimular o potencial de crescimento dos artesãos e artesãs, funcionando como importante elemento estruturador da Cadeia Produtiva do artesanato local. Durante os 12 dias, as mais significativas criações artesanais do Brasil e do mundo podem ser encontradas no evento.

Este ano a feira recebeu mais de 5 mil expositores distribuídos em 800 espaços em uma área de 30 mil m². Com investimento de R$ 5,5 milhões, o evento gerou cerca de 2,5 mil vagas de empregos temporários, superando a movimentação financeira de R$ 43 milhões da edição passada.

PMCG - Cidade do Natal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Mãos que Criam terá 4 dias de evento e show de Chicão Castro
Cultura
Período de adoção das cartas da campanha Papai Noel dos Correios foi prorrogado
Cultura
Interessados em se apresentar na Cidade do Natal devem se inscrever até hoje
Cultura
Do gospel a MPB, Arte no Meu Bairro será no Tiradentes neste sábado
Cultura
Zezé di Camargo e Luciano abrem o FASP nesta quinta
Cultura
Projeto EmCena Brasil ocorre neste fim de semana na Capital
Economia
Mercado imobiliário da primeiros sinais de recuperação
Cultura
Morre cantor e compositor Walter Franco na capital paulista
Cultura
Scalise abre exposição de arte sustentável em shopping da captial
Cultura
Museu Imagem e Som realiza Mostra Arvore-ser com filmes nacionais

Mais Lidas

Esportes
Al Hilal vence e encara Flamengo nas semifinais
Cidade
Prefeitura entregou cartões com crédito imobiliário e CRFs neste sábado
Polícia
Homem é preso dois meses após torturar, abusar e matar amigo
Polícia
Catador de material reciclável morre após ser atropelado