Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Cultura

Conectivo Corpomancia apresenta espetáculo de dança Inocência esta semana

03 agosto 2012 - 09h33Helton Pérez

Essa semana o Conectivo Corpomancia apresenta o espetáculo de dança “Inocência” para alunos do Ensino Médio em escolas estaduais de Campo Grande. O espetáculo, que já passou pelas escolas Maria José Hugo Rodrigues e Maria Constança de Barros Machado, será realizado hoje (3) na Escola Estadual Lúcia Martins Coelho, nos três períodos.

Aprovado pelo prêmio Klauss Vianna 2011 da Fundação Nacional de Artes (Funarte), "Inocência" tem como ponto de partida a obra homônima do escritor Visconde de Taunay. O livro, publicado em 1872, foi um marco do romance regionalista brasileiro e pode-se dizer que é o romance símbolo de Mato Grosso do Sul.  A trama acontece na região de Sant’Ana do Paranaíba, em terras que atualmente são sul-mato-grossenses.

A obra foi feita a partir de uma viagem do autor para a região e tem grande importância na literatura nacional por retratar o sertão brasileiro de forma realista. Na época, a área era considerada tão afastada que era conhecida como vácuo. O retrato da região exótica despertou o interesse do Brasil e de muitos outros países europeus, o que fez da obra uma das mais traduzidas da língua portuguesa.

O espetáculo de dança “Inocência” parte do olhar de três intérpretes com experiências distintas que se relacionam através da dança com os temas despertados por uma leitura atual do livro. Renata Leoni, bailarina e produtora de dança, volta aos palcos depois de 12 anos, Camila Emboava, bailarina e jornalista, em seu primeiro trabalho com dança contemporânea e Guilherme Leoni, ilustrador e filho de Renata, pela primeira vez no palco.

Segundo a diretora do espetáculo, Paula Bueno, apresentar “Inocência” nas escolas é uma maneira de mostrar conteúdos que fazem parte do currículo escolar sob uma perspectiva diferente “o espetáculo aborda assuntos presentes no cotidiano da escola de uma forma diferente. A diversidade dos assuntos despertados por uma leitura atual do livro remete à interdisciplinaridade, muito discutida hoje nas escolas. Além disso, fazer as apresentações é um jeito de aproximar dança e escola”, explica Paula.

Apresentação no Teatro Aracy Balabanian
O espetáculo também será apresentado no dia 9 de agosto (quinta-feira) no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo, às 20h como parte de programação do projeto Cena Som da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. A apresentação tem classificação livre e os ingressos custam R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (meia).

A realização do espetáculo é do Conectivo Corpomancia e a produção da Arado Cultural. Concepção e direção de Paula Bueno, assistência de direção de Franciella Cavalheri, cenário e figurinos de Mary Saldanha e fotografia e vídeo de Adriel Santos, Franciella Cavalheri e Vaca Azul.

Mais informações no site www.corpomancia.com.br.

Via Assessoria

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Geral
Está de volta a castração de felinos pelo CCZ
Política
Mais de meio milhão de candidatos inscritos para disputar as eleições 2020
Polícia
homem quebra mesa na cabeça da mulher e tenta impedir PM de atender o caso
Internacional
Acidente aéreo na Ucrânia deixa 26 mortos