Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Cultura

Governo lança programa para destinar R$ 1,2 bilhão à produção audiovisual

02 julho 2014 - 10h39Via Uol
A presidenta Dilma Rousseff lançou nessa terça (1º) o Programa Brasil de Todas as Telas, que, segundo ela, é a maior iniciativa de desenvolvimento do setor audiovisual do Brasil, pelo volume de recursos, de R$ 1,2 bilhão. A partir de hoje (02), estarão disponíveis R$ 400 milhões para ações que vão fomentar a produção de obras cinematográficas nacionais, a capacitação profissional e a implantação de novas salas de cinema.

Durante a solenidade, Dilma assinou decreto que pretende desburocratizar os processos de seleção e de contratação de produtoras audiovisuais e disse que as medidas vão fortalecer a indústria audiovisual.

De acordo com o diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine), Manoel Rangel, além dos recursos anunciados ontem, R$ 310 milhões estão disponíveis para o programa Cinema Perto de Você, que se juntarão a R$ 413 milhões de recursos já anunciados no final do ano passado, totalizando o R$ 1,2 bilhão de investimentos no programa.

Os recursos podem ser aplicados na criação de novos processos de seleção para produtoras qualificarem projetos e criarem novos conteúdos audiovisuais. Segundo Rangel, esse primeiro objetivo vai permitir a criação de 450 novos projetos para cinema e TV e de 54 núcleos de criação em todas as regiões do país. O programa também tem como meta a produção de 300 filmes longas-metragens e 400 obras para televisão, num total de duas mil horas de conteúdo para todas as plataformas de exibição.

Para o cineasta Roberto Moreira, representante da indústria cinematográfica no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual, a vocação do programa é acolher a diversidade e incentivar o setor tanto para o pequeno quanto para o grande produtor. "A maior ambição é justamente favorecer esse diálogo entre as produtoras de audiovisual e seu público. Em última instância, trata-se de criar imagens nas quais a sociedade se reconhece e se discute", disse.

"A partir de hoje, qualquer estado brasileiro, em especial os do Norte, Nordeste e do Centro-Oeste, têm mecanismos para garantir uma produção própria, o mesmo podemos dizer das emissoras públicas de todo país. Só não vai produzir quem não quiser", avaliou.

Para os profissionais, serão criadas bolsas de capacitação, pesquisa e produção, com duração de até dois anos, nos campos técnico-operacional, gestão e negócios, e criação e dramaturgia. De acordo com o diretor-presidente da Ancine, a parceria com o Ministério da Educação vai permitir a criação de 20 novos cursos em 12 capitais e matricular mais de cinco mil estudantes, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) Audiovisual.

Uma das linhas de financiamento vai abarcar a rede pública de televisão. A Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas terá R$ 60 milhões para o fomento de produções regionais independentes, e será administrada pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC). De acordo com o diretor-geral da empresa, Eduardo Castro, o valor será distribuído igualmente entre as cinco regiões do país. "É uma grande ação em conjunto, que reforça a regionalização, o relacionamento com as produtoras independentes, e traz produção inédita para a rede pública em quantidade muito interessante, que pode chegar a 300 horas de programação por ano", afirmou. Segundo Castro, as produções já poderão ser vistas nas emissoras públicas, como a TV Brasil, a partir de 2015.

O programa também vai implantar novas salas de cinema e modernizar as existentes. No Ceará, por exemplo, 16 salas de cinema serão implantadas em oito municípios do interior. De acordo com o Secretaria de Cultura do estado, R$ 20 milhões serão investidos nas novas salas para reduzir a desigualdade no acesso a cinema entre a capital e as cidades do interior.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Polícia
Dois são presos tentando entrar com drogas em presídio
Polícia
Iagro aprende 120 cabeças de gado e documentação falsa
Polícia
Operação contra o jogo do bicho vaza e é antecipada
Polícia
No Pernambuco, bandido usa nome de campo-granense para comprar celular