Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Cultura

Nando Reis e Black Tie são as atrações de hoje no MS Canta Brasil 2012

29 julho 2012 - 07h54Divulgação

Acontece neste domingo (29) a segunda edição do MS Canta Brasil de 2012. As composições autorais com pegadas de soul e blues da requintada banda sul-mato-grossense Black Tie e as melodias e poesias marcantes de Nando Reis são as atrações no palco do Parque das Nações Indígenas.

O projeto MS Canta Brasil tem mobilizado público maciço desde 2007 e prestigia a Música Popular Brasileira e os talentos locais. Começa a partir das 17h30 e a entrada, como sempre, é franca.

Black Tie
Formada por Erika Espíndola, Carlos Henrique Oliveira, Julio César, Leonardo Reis, Bruno Giglio, Yan Pinheiro e Geziel Lopes, a banda Black Tie tem um objetivo: colocar o público para dançar ao som do melhor do soul, do black e funk dos anos 70, além de apresentar músicas próprias.

O projeto da nova banda surgiu quando a vocalista Erika ainda cantava na banda de blues Mr. Willie. “Procuramos homenagear trabalhos de cantoras como Etta James, Aretha Franklin, Joss Stone entre outras que marcam esses estilos. É um som refinado e que, com certeza, fará as pessoas dançarem muito”.

Envolvida com música desde a infância, Erika morou no exterior por três anos. Foi nos Estados Unidos que seu contato com o blues e o jazz foram mais intensos. Frequentadora assídua dos pubs de Seattle, fez participações em um dos cassinos da região, onde havia um karaokê com banda ao vivo.

Ao retornar para o Brasil, o líder da Mr. Willie assistiu ao vídeo e a convidou para fazer uma participação em sua banda. Deu certo e Erika Espíndola assumiu os vocais por 5 meses, quando saiu da banda e deu início à Black Tie.

Nando Reis
Desde pequeno Nando Reis adorava tocar violão e compor músicas. O ex-baixista do grupo Titãs, mesmo como integrante da banda paulista, já mantinha uma carreira solo onde expunha seu lado de compositor e intérprete. Entrou nos Titãs desde seu surgimento (1982), sendo autor de muitas músicas de sucesso como: "Os Cegos do Castelo", "Pra Dizer Adeus" (com Tony Belloto), "Bichos Escrotos" (com Arnaldo Antunes e Sérgio Britto), "Marvin" (parceria com Sérgio Britto) e "Querem Meu Sangue".

Ainda durante o trabalho com os Titãs grava três discos paralelamente: "12 de Janeiro" (1995), "Para Quando o Arco-íris Encontrar o Pote de Ouro" (2000) e o último, antes de seguir a carreira solo, "Infernal... but there's still a full moon shining over Jalalabad". Em 2003 lança "A letra A", recheado canções longas, sem refrões definidos nem melodias instantaneamente grudentas, mas com uma sonoridade enxuta, porém vigorosa, quase acústica, em melodias marcantes.

Teve músicas gravadas por Marisa Monte ("Diariamente"), Cássia Eller ("E.C.T."), Cidade Negra ("Onde Você Mora"). Em 2004, Nando consolida sua carreira solo com o CD "MTV Ao Vivo – Nando Reis e Os Infernais", banda que ainda o acompanha.

Em “Bailão do Ruivão”, show que Nando e os Infernais apresentam no MS Canta Brasil de hoje, os fãs irão conferir um repertório recheado com as músicas mais marcantes dessa parceria, entre elas “Relícário” e “Por Onde Andei”.

MS Canta Brasil
Realizado pelo Governo do Estado, o MS Canta Brasil é executado pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul em cinco edições ao longo do ano na Grande Arena do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande.

O projeto tem como objetivo homenagear os estados brasileiros por meio da música, promovendo a integração de artistas regionais com consagrados nomes da música nacional.

Desde que foi inaugurado, em outubro de 2007, já se apresentaram no evento 35 nomes da música sul-mato-grossense: Chalana de Prata, Tropeiros da Querência, Bojo Malê, Jerry Espíndola, Jucy Ibañez, Olho de Gato, Carlos Colman, Geraldo Espíndola, Filho dos Livres, Marcelo Loureiro, Guilherme Rondon, Bêbados Habilidosos, Bando do Velho Jack, Agemaduomi, Velho do Rio, Lia Mayo, Grass, Balaio Jazz, Simona, Léo Verão e Daniel Freitas, Zézinho do Forró, Delay, Curimba, Sampri, Aldeia Black, Muchileiros, Mandioca Loca, Gideão Dias, Jeniffer Magnética, Marina Dalla, Dimitri Pellz, Guga Borba, Hermanos Irmãos, Gustavo Vargas e Vinil Moraes.

Sucesso de público, somente em 2011 o evento reuniu público equivalente a 300 mil pessoas.

Via Notícias MS

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Fim de semana: Som da Concha, shows de rock, sertanejo e MPB agitam a Capital
Cultura
O adeus a uma lenda do blues sul-mato-grossense: Zé Pretim é encontrado morto em casa
Geral
Livro com a vida do ‘Seu Thomaz das esfihas’ será lançado hoje
Cultura
Som da Concha recebe General R3 and the Black Family neste sábado
Vídeos
Vídeo: Inês Brasil é ‘expulsa’ de “A Fazenda” e viraliza nas redes sociais
Cultura
Vídeo: Dupla Índio e Half chega ao fim após 15 anos
Cultura
Programa MS Cultura Cidadã encerra inscrições na sexta
Cultura
Inscrições para Prêmio Ipê de Teatro podem ser feitas até outubro
Cultura
Som da Concha será híbrido e pode ter público de até 238 pessoas
Cultura
Exposição fotográfica Momentum é lançada nesta sexta-feira

Mais Lidas

Polícia
Delegada de polícia negra é impedida de entrar em loja da Zara
Polícia
Vizinhos sentem mau cheiro e encontram idoso morto dentro de casa
Geral
Ciclista é atropelada por caminhão e arrastada por cinco metros na Enersto Geisel
Entrevista
Ex-governador André Puccinelli fala ao JD1