Menu
Busca domingo, 19 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Cultura

Peça 'O Sono Entristecido da Lua Pantaneira' tem apresentação nesta quarta-feira

14 agosto 2013 - 11h35(Foto: divulgação/Notícias MS)
O Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos Florivaldo Vargas apresenta hoje (14), às 19 horas, no Centro Cultural José Octávio Guizzo, o espetáculo teatral “O Sono Entristecido da Lua Pantaneira”.

Adaptada do livro da escritora sul-mato-grossense Sandra Andrade para o teatro, a peça tem como tema central a preservação ambiental, a história e a cultura de MS. A montagem apresenta audiodescrição e exposição do material cenográfico para pessoas com deficiência visual.

A apresentação conta com artistas e produtores com deficiência visual (cegos e pessoas com baixa visão) que fazem parte das oficinas ministradas pelo ponto de cultura Novo Olhar, que fica no próprio Instituto para Cegos.

O Novo Olhar oferece oficinas de ballet, dança de salão, canto coral, música, capoeira e novas tecnologias para pessoas com deficiência visual e comunidade em geral. As aulas são gratuitas em salas equipadas com material apropriado.

O projeto já está em sua terceira edição e tem como objetivo proporcionar a inclusão social, o acesso à cultura e à história de Mato Grosso do Sul nas diversas atividades socioculturais realizadas pelo ponto de cultura Novo Olhar.

Espetáculo inclusivo
A peça contará com audiodescrição, recurso que descreve de forma clara e objetiva as informações que são compreendidas visualmente e que não estão contidas nos diálogos, como, por exemplo, expressões faciais e corporais que comunicam algo, informações sobre o ambiente, figurinos, efeitos especiais, mudanças de tempo e espaço, além da leitura de créditos, títulos e qualquer informação.

Permite que o espectador da peça teatral receba a informação contida na imagem ao mesmo tempo em que a cena se passa, possibilitando que a pessoa desfrute integralmente da encenação, seguindo a trama e captando a subjetividade da narrativa, de forma semelhante a alguém que enxerga.

As descrições acontecem nos espaços entre os diálogos e nas pausas entre as informações sonoras do espetáculo, nunca se sobrepondo ao conteúdo sonoro relevante, de forma que a informação audiodescrita se harmonize com os sons da cena.

Além da audiodescrição haverá espaço reservado para a exposição do figurino e uma maquete do cenário onde as pessoas com deficiência visual poderão tatear e manipular os materiais para o entendimento sensorial da peça antes que ela se inicie.

Serviço
A Peça “O Sono Entristecido da Lua Pantaneira” será encenada hoje (14), às 19 horas, no teatro Aracy Balabanian, no Centro Cultural José Octávio Guizzo, que fica na rua 26 de Agosto, 453, entre a Calógeras e a 14 de Julho. Os ingressos custam R$ 10,00 e podem ser adquiridos no Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos Florivaldo Vargas ou na bilheteria do teatro.
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Fim de semana: Som da Concha, shows de rock, sertanejo e MPB agitam a Capital
Cultura
O adeus a uma lenda do blues sul-mato-grossense: Zé Pretim é encontrado morto em casa
Geral
Livro com a vida do ‘Seu Thomaz das esfihas’ será lançado hoje
Cultura
Som da Concha recebe General R3 and the Black Family neste sábado
Vídeos
Vídeo: Inês Brasil é ‘expulsa’ de “A Fazenda” e viraliza nas redes sociais
Cultura
Vídeo: Dupla Índio e Half chega ao fim após 15 anos
Cultura
Programa MS Cultura Cidadã encerra inscrições na sexta
Cultura
Inscrições para Prêmio Ipê de Teatro podem ser feitas até outubro
Cultura
Som da Concha será híbrido e pode ter público de até 238 pessoas
Cultura
Exposição fotográfica Momentum é lançada nesta sexta-feira

Mais Lidas

Polícia
Homem encontra pênis decepado dentro de pote no jardim da casa da mãe
Saúde
Com 8 meses de vacinação, MS é o 1º Estado a atingir imunidade coletiva
Polícia
Homem encontra o pai morto em avançado estado de decomposição na Vila Carvalho
Brasil
Homem coloca fogo em casa com ex-mulher e filhos dentro