Menu
Busca sábado, 23 de março de 2019
(67) 99647-9098
TJMS março-19
Cultura

Unidos do Aero Rancho traz a Bahia, axé e festança para a avenida

Com o enredo “A Bahia é aqui meu rei, com muita festança e axé”, e intérpretes mulheres escola promete arrasar no desfile

21 fevereiro 2019 - 10h50Rayani Santa Cruz

Fundada no dia 5 de outubro de 1991, a escola de samba Unidos do Aero Rancho, teve como primeiro presidente Valfilho Guimarães da Gama, e logo, ao início das festas em Campo Grande, ele e demais fundadores participavam de desfiles em alas de outras escolas, afim de aprender o andamento e preparativos de praxe em uma escola.

Alberto Vieira de Mattos, presidente da Aero Rancho desde 1997, contou um pouco da história da escola e enredo 2019 ao JD1 Notícias

A Unidos do Aero Rancho, já foi campeã do grupo de acesso na capital por três vezes e ganhou diversas medalhas e troféus no decorrer da sua história, como melhor samba enredo, casal de mestre sala e comissão de frente.

“No decorrer dos anos a gente vem passando por várias dificuldades e estamos tentando fazer um trabalho legal. Tomamos a iniciativa de buscar conselhos com escolas maiores como a X-9 de São Paulo, e começamos a trabalhar em um formato diferente dentro da escola; separamos os integrantes para administrar, diretorias técnicas e esse ano vamos colocar tudo em pratica”, explicou Alberto.

Ele salientou que a escola não tem investimentos e os eventos realizados não arrecadam grandes valores para a manutenção. “A comunidade trabalha junto com muito amor, e às vezes os próprios membros das diretorias tiram do bolso para auxiliar na manutenção”.

Samba enredo 2019

O  compositor Tim da Vila, ajudou a escolher o tema desse ano,  saudando a Bahia de uma forma mística e festiva com o enredo “A Bahia é aqui meu rei, com muita festança e axé”. Em situação inédita a interpretação do samba enredo deste ano será feita exclusivamente por mulheres. Serão quatro sambistas levando canções com a temática.

A rainha de bateria Elisa Siqueira, que também é diretora de uma das alas e intérprete do samba enredo em composição unida com Neyzinho do Cavaco, faz os últimos preparativos com as passistas e princesas do desfile. 

A confecção de fantasias e carros alegóricos estão em fase de finalização e uma Ala da escola deve homenagear um pescador do distrito de Bonito - Águas do Miranda. O pescador veio da região nordeste e é um ícone em festividades típicas como a “Folia de Reis”.

“A grande festa de Folia de Reis, a fé, os pedidos e louvores, o axé provindo dessa terra tão maravilhosa estarão em nossas peças”.

Para o presidente, esse é o momento de aproveitar o espaço de desfile em grupo único e tentar ganhar. “É uma situação gloriosa colocar todas as escolas em um grupo. Infelizmente nós não estávamos no grupo especial e não tivemos o recurso fatiado em parte maior, mas, eu entendo e concordo com as regras. Vamos quebrar o tabu de que só os homens podem cantar, vamos levar as mulheres e eu tenho certeza que isso será um diferencial na avenida”, concluiu Alberto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Em duas semanas, Top Circo leva mais de mil pessoas a espetáculo
Cultura
Sesc Morada tem samba, rock e MPB nas noites de happy hour
Cultura
Noite cultural na Esplanada Ferroviária lança semana do artesão
Cultura
Sesc Cultura terá estúdios de pintura e cerâmica
Cidade
Paróquia São José comemora 70 anos com quermesse e noite italiana
Cultura
Sesc Cultura tem cinema gratuito nesta semana
Cultura
Sesc promove oficina de arte contemporânea e cinema para crianças
Cultura
Com homenagem a Marielle Franco, Mangueira conquista carnaval no Rio
Cultura
Pela 1º vez, a Mancha Verde é campeã do carnaval de SP
Cultura
Carnaval 2019: Vila Carvalho é a campeã

Mais Lidas

Oportunidade
JBS tem 30 vagas em Campo Grande
Polícia
Adolescentes desaparecidas são encontradas em SP
Geral
Trabalhadores protestam contra reforma da Previdência
Opinião
Contemporaneidade ou pré-julgamento?