Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
Gov - Estado que Cresce (set21)
Esportes

Brasil já teve problemas com sedes em 1950

18 fevereiro 2014 - 11h05Via Uol
A menos de quatro meses do início da Copa do Mundo de 2014, o Brasil ainda não tem convicção de que todas as sedes estarão prontas para receber o evento. Esse cenário, contudo, não é uma novidade para o país. Em 1950, o Maracanã foi inaugurado com andaimes sustentando a cobertura, e isso aconteceu a uma semana da abertura da competição. Entre atrasos e cronogramas estourados, o Governo de Minas Gerais chegou a anunciar a exclusão de Belo Horizonte do evento. A única diferença entre os dois cenários é o papel de Curitiba: hoje na Berlinda, a capital paranaense foi exemplo de prazos antecipados na primeira vez em que o torneio foi realizado na região.

"Das seis sedes da Copa do Mundo de 1950, por incrível que pareça, Curitiba foi a mais tranquila. O estádio da Vila Capanema foi construído em 1947, não para a Copa do Mundo, e não foi feito nada especificamente para o evento", relatou Diego Salgado, jornalista e historiador, que foi um dos autores do livro "1950 – o preço de uma Copa" (editora Letras do Brasil).

O Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo de 1950 num momento em que o planeta ainda sofria os efeitos decorrentes da Segunda Guerra Mundial. Candidato único, o país foi ratificado em 1946 como organizador do evento esportivo.

Disputada por 13 seleções, a Copa do Mundo de 1950 foi distribuída em seis sedes (Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo). Essa lista, porém, só começou a ser oficializada a menos de um ano do evento.

Recife, por exemplo, foi escolhida a menos de 60 dias do início da Copa do Mundo. A sede da cidade foi a Ilha do Retiro, estádio do Sport, que foi reformada e recebeu apenas um jogo da competição.

É fundamental lembrar que a lista de exigências da Fifa para cidades que sediaram jogos da Copa do Mundo de 1950 era incomparavelmente menor do que a atual. Os requisitos eram apenas estádios com 20 mil lugares, alambrados, cabines de imprensa, tribunas e túneis que ligassem vestiários ao gramado.

Com outro "padrão Fifa", o Brasil pôde postergar a decisão sobre as cidades que receberiam os jogos. O sorteio dos grupos foi realizado no dia 22 de maio de 1950, e nessa época ainda não havia uma definição sobre as sedes das partidas.

"Não dá nem para falarmos em atraso porque as sedes foram definidas em cima da hora. A situação de 1950 é diferente da atual porque as sedes daquele ano foram definidas às vésperas da Copa", explicou Salgado.

A obra de Salgado, feita em parceria com Beatriz Farrugia, Gustavo Zucchi e Murilo Ximenez, foi concebida inicialmente como trabalho de conclusão de curso na faculdade de jornalismo. Um levantamento feito por eles indicou que o Brasil gastou um total de R$ 500 milhões para fazer a Copa do Mundo de 1950.

"Como os requisitos da Fifa eram poucos, foi tranquilo fazer as obras na última hora", disse Salgado.

Ainda assim, o Brasil não escapou de problemas. O Pacaembu, inaugurado em 1940, era um exemplo de estádio pronto com antecedência. Em vistoria realizada no dia 1º de junho de 1950, porém, a Fifa percebeu que o gramado e a área de imprensa não tinham as dimensões mínimas exigidas pela entidade. Uma reforma de última hora precisou ser feita.

O caso de Belo Horizonte foi ainda pior. A cidade apostou em um novo estádio – o Independência, que foi construído para a Copa do Mundo –, e no dia 6 de junho de 1950 o Governo de Minas Gerais chegou a anunciar que a cidade seria alijada do evento.

"Mas eu acho que foi mais um jogo de cena. Belo Horizonte teve um estádio construído para a Copa do Mundo, e esse estádio era importante para a cidade. O Campeonato Mineiro de 1947 tinha tido problemas de superlotação. Havia uma pressão de Juiz de Fora e Campinas, cidades que também pleiteavam o direito de receber jogos, mas era outro cenário", comparou Salgado.

O gasto do Brasil com estádios para a Copa do Mundo de 2014 já passou de R$ 8,055 bilhões. O país foi novamente candidato único a receber o evento, e a definição do local como sede aconteceu em 2007. Cinco estádios ainda não estão prontos (Cuiabá, Curitiba, Manaus, Porto Alegre e São Paulo), e a situação da capital paranaense é a mais dramática.

Outros problemas com sedes
Na história da Copa do Mundo, contudo, os atrasos do Brasil em 1950 não são exclusividade. Em 2010, o estádio Soccer City, de Johanesburgo, que recebeu a abertura e a decisão do torneio da África do Sul, ainda passava por ajustes uma semana antes da primeira partida do evento.

No entanto, o caso mais grave nesse sentido foi registrado na Copa do Mundo de 1986. A Colômbia havia conseguido em 1974 o direito de sediar o evento, mas não apresentou garantias financeiras necessárias. Em 1982, a Fifa decidiu fazer nova concorrência pela organização do torneio. Em maio do ano seguinte, a entidade anunciou que o México havia vencido por unanimidade o pleito contra Canadá e Estados Unidos.

A história quase se repetiu em 2014. E não com o Brasil, diga-se. A Fifa escolheu a Costa Rica como sede do Mundial feminino sub-17 organizado pela entidade, mas o país estourou todos os cronogramas de obras para o evento.

Em 2013, segundo o site Inside Football, a Fifa chegou a desistir de levar o evento ao país. De acordo com o portal, a entidade começou a buscar alternativas à realização do evento na Costa Rica.

Em março do mesmo ano, em congresso técnico realizado em Zurique (Suíça), a Fifa ratificou a Costa Rica como sede do Mundial. O início do evento está previsto para o dia 15 de março deste ano, e o Brasil não vai participar – os representantes da Ámerica do Sul são Colômbia, Paraguai e Venezuela.
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Dardistas de MS são convocados para os Sul-Americanos Sub-18 e Sub-23 de Atletismo
Esportes
Marta passa Pelé na artilharia da Seleção
Esportes
Atletas da capital vão representar MS em Campeonato Jiu-Jitsu
Esportes
Yeltsin Jaques "fez história na Paralimpíadas de Tóquio", diz Rose Modesto
Esportes
Yeltsin Jacques é recepcionado pelo Corpo de Bombeiros no Aeroporto nesta terça-feira
Esportes
Tóquio 2020: Cerimônia de encerramento encanta com a beleza da diversidade
Esportes
Anvisa paralisa jogo Brasil x Argentina e jogadores poderão ser deportados
Esportes
Campeonato Brasileiro de Handebol acontece de 03 a 07 de setembro em MS
Esportes
MS recebe Campeonato Brasileiro de Handebol neste fim de semana e feriado
Esportes
Primeiro ouro de parataekwondo da história vai para brasileiro

Mais Lidas

Geral
Vídeo: "Peixe de bosteiro", morador de rua engana população de Paranaíba
Polícia
Menino de 2 anos mata prima atropelada após dar partida em carro
Polícia
Funcionários da Energisa ficam sob mira de arma ao tentar podar árvores na Vila Olinda
Polícia
Operação “Dark Money” investiga desvio de R$ 23 milhões no esquema de corrupção em Maracaju