Menu
Menu
Busca quarta, 24 de julho de 2024
TJMS Jul24
Geral

Carcaças de jacarés no pantanal de MS preocupa autoridades

Polícia Militar Ambiental (PMA) afirma que condições em que foram encontradas indicam abate sem critério

13 janeiro 2019 - 13h18Da Redação com Assessoria    atualizado em 13/01/2019 às 13h46

O aparecimento de carcaças de jacaré no pantanal de Mato Grosso do Sul preocupa autoridades ambientais na região. Jacarés de diversos tamanhos foram encontrados mortos, boiando no Rio Paraguai. Em muitas delas, há sinais de caça: partes do couro e da carne foram retiradas. A cauda, normalmente é retirada, porque serve de alimento. Os flagrantes foram feitos em Corumbá (MS).

Apenas em 2019, nove pessoas foram autuadas com carne de caça de jacaré. A Polícia Militar Ambiental (PMA) fala em ações isoladas. Segundo José Borges, subtenente PMA, a fiscalização não consegue alcançar todas as regiões do pantanal. Um veterinário da região encontrou um animal abatido a mais de 200 quilômetros da área urbana. O animal teria entre 50 e 60 anos, e apenas sua cauda foi retirada.

O veterinário Rodrigo Leal trabalha para um criadouro e frigorífico de jacarés, no Pantanal, e faz controle e manejo dos animais. "O primeiro sentimento é de revolta, porque além de ser abatido para um aproveitamento parcial, de menos de 15%, era um animal que demorou mais de 20 anos para chegar a uma idade reprodutiva, e estava no ápice", relata.

Segundo pesquisadores, apesar da população de jacarés do pantanal estar sob controle, fica o alerta para uma prática que pode desencadear um desequilíbrio no futuro. Segundo a Embrapa Pantanal, "abater um jacaré sem critérios e utilizar parte do animal, deixando o resto no local, é um exemplo péssimo de como trabalhar essa riqueza biológica".

Trata-se de um risco para o meio-ambiente e para o turismo. Lucenir Alves trabalha há 20 anos levando turistas para navegar pelo Rio Paraguai. Para ela, mostrar a natureza pantaneira nessas condições, é uma preocupação.

''Você não vende uma volta de barco, e sim, um passeio para conhecer o pantanal, para ver os animais. Chegando lá, você não encontra o animal vivo e encontra o morto, os turistas voltam decepcionados."

Alessandro Rossi, turista italiano que veio ao pantanal esperando ver os jacarés, ficou decepcionado: "Foi algo muito triste, uma pena. Eu quis ver o jacaré aqui na natureza, mesmo, mas nao gostei nada", comenta.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos
Geral
Sistema Eletrônico de Informações do governo é hackeado e está fora do ar
Bilhete deixado pela mulher ao abandonar o bebê
Geral
JD1TV: Mulher abandona bebê com bilhete em hospital
Conselheiro Jerson Domingos -
Justiça
Jerson Domingos recorre ao TJ para manter ação da Operação Omertà na Justiça de MS
Aviso do dia 19 de julho no Aeroporto Internacional de Hong Kong
Geral
'Apagão cibernético' mundial foi causado por bug, diz CrowdStrike
Vereador Claudinho Serra
Interior
Ex-chefe de gabinete de Claudinho Serra contesta acusações da Operação Tromper
Ainda dá tempo: Artistas têm prazo maior para se inscrever no concurso do TJ
Geral
Ainda dá tempo: Artistas têm prazo maior para se inscrever no concurso do TJ
Prefeito de Ladário, Iranil de Lima Soares  -
Interior
MP investiga possível nepotismo na nomeação de companheira do prefeito em Ladário
Bilhete da Mega-Sena em Casa lotérica
Geral
Ninguém acerta e Mega-Sena acumula subindo para R$ 65 milhões
Giroto e Rachel apostam em perícia para comprovar origem lícita de patrimônio milionário -
Justiça
Perita se defende sobre laudo que Giroto diz ser "imprestável"
Foto: Álvaro Rezende
Geral
Com clima instável, Pantanal tem 'suspiro' com nova diminuição de focos de incêndios

Mais Lidas

Cabo da PMMS é condenado por realizar "bicos" durante licença médica
Justiça
Cabo da PMMS é condenado por realizar "bicos" durante licença médica
Escola Sesi oferta 104 vagas de gratuidade integral na educação básica
Educação
Escola Sesi oferta 104 vagas de gratuidade integral na educação básica
Lulu Oliveira
Comportamento
Aos 41 anos, Lulu Oliveira representará MS no Miss Universo Brasil 2024
Sala de atendimento da DEPCA
Polícia
Adolescente é esfaqueado pela mãe e fica com as vísceras expostas na Capital