Menu
Busca quinta, 18 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Campanha "Energia Cara Não" colhe assinaturas em todo estado

Próximo fim de semana as equipes vão coletar assinaturas nas feiras livres, feira central e nos altos da Afonso Pena, na capital

06 fevereiro 2019 - 17h27Marcos Tenório

Milhares de consumidores de energia elétrica de quase todos os municípios de Mato Grosso do Sul, estão revoltados com a Energisa pelo abusivo reajuste das tarifas. Existem inúmeros casos de aumento acima de 500% da média anual cobrada. Foi então que um grupo de amigos decidiu realizar um abaixo assinado/denúncia onde estão coletando assinaturas para enviar a Aneel, onde será solicitada uma auditoria e suspensão das cobranças.

As assinaturas estão sendo colhidas em todo o estado de Mato Grosso do Sul, mas “precisamos de voluntários nos municípios do interior para que nos ajudem também nessa coleta de assinaturas em pontos fixos nas cidades”, e assim que terminar de colher o maior número de assinaturas, será enviada até a Aneel para que ela tome as providências, pois precisamos de respostas, porque a várias pessoas estão deixando de comprar um arroz, um feijão, para conseguir pagar a conta, e isso não pode acontecer.

O empresário Venicio Leite, idealizador da campanha, deu um exemplo utilizando a sua própria conta de luz, “se você for pagar R$ 337,00 de luz,  quando você olha no quadrinho da composição de consumo e vai observar que R$ 113,00 é tributos e encargos. Começamos o ano de 2018 com R$ 0,49 centavos e terminamos o ano com R$ 0,73 centavos, e 2019 iniciou com R$ 0,79 centavos de quilowatt-hora/mês.

O movimento popular "Energia Cara Não" pode ser acessado no Facebook onde os internautas podem realizar a assinatura online. Apesar da equipe não ser profissional, estão fazendo do jeito certo e na medida em que podem fazer, já que a maioria trabalha, a coleta de assinaturas, vai durar mais um mês, até ser enviada.

O líder do movimento disponibiliza seu contato (67 99153-0100) a todos os consumidores de MS, que queiram entrar em um grupo de WhatsApp para os devidos esclarecimentos e orientar sobre o assunto.

No próximo fim de semana, sábado e domingo, equipes vão coletar assinaturas nas feiras livres, feira central e nos altos da avenida Afonso Pena, na capital.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Unesul, São Luiz e Eucatur são autuadas por não concederem gratuidade a idosos
Geral
Ministério divulga regras para policiamento comunitário
Geral
PRF inicia a "Operação Semana Santa" nas rodovias federais de MS
Geral
Siqueira contesta financiamento para beneficiar caminhoneiros
Geral
Fiems apresenta projeto e firma parceria com Prefeitura de Ponta Porã
Geral
Guarda Metropolitana atua em esquema especial para evitar "massacres"
Geral
“Ponto de equilíbrio da democracia brasileira”, diz Reinaldo sobre o Exército
Geral
Vídeo - Em encontro sustentável, secretário de Marquinhos cai de patinete
Geral
Curso grátis de fotografia é aberto no MIS
Geral
Três academias são interditadas em Campo Grande

Mais Lidas

Polícia
Esposa foge com pastor levando dinheiro e carro do marido
Polícia
Vídeo mostra momento que major é assassinado
Geral
Vídeo - Em encontro sustentável, secretário de Marquinhos cai de patinete
Polícia
Mãe de Kauan pode perder guarda de mais dois filhos