Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Geral

Campanha "Energia Cara Não" colhe assinaturas em todo estado

Próximo fim de semana as equipes vão coletar assinaturas nas feiras livres, feira central e nos altos da Afonso Pena, na capital

06 fevereiro 2019 - 17h27Marcos Tenório

Milhares de consumidores de energia elétrica de quase todos os municípios de Mato Grosso do Sul, estão revoltados com a Energisa pelo abusivo reajuste das tarifas. Existem inúmeros casos de aumento acima de 500% da média anual cobrada. Foi então que um grupo de amigos decidiu realizar um abaixo assinado/denúncia onde estão coletando assinaturas para enviar a Aneel, onde será solicitada uma auditoria e suspensão das cobranças.

As assinaturas estão sendo colhidas em todo o estado de Mato Grosso do Sul, mas “precisamos de voluntários nos municípios do interior para que nos ajudem também nessa coleta de assinaturas em pontos fixos nas cidades”, e assim que terminar de colher o maior número de assinaturas, será enviada até a Aneel para que ela tome as providências, pois precisamos de respostas, porque a várias pessoas estão deixando de comprar um arroz, um feijão, para conseguir pagar a conta, e isso não pode acontecer.

O empresário Venicio Leite, idealizador da campanha, deu um exemplo utilizando a sua própria conta de luz, “se você for pagar R$ 337,00 de luz,  quando você olha no quadrinho da composição de consumo e vai observar que R$ 113,00 é tributos e encargos. Começamos o ano de 2018 com R$ 0,49 centavos e terminamos o ano com R$ 0,73 centavos, e 2019 iniciou com R$ 0,79 centavos de quilowatt-hora/mês.

O movimento popular "Energia Cara Não" pode ser acessado no Facebook onde os internautas podem realizar a assinatura online. Apesar da equipe não ser profissional, estão fazendo do jeito certo e na medida em que podem fazer, já que a maioria trabalha, a coleta de assinaturas, vai durar mais um mês, até ser enviada.

O líder do movimento disponibiliza seu contato (67 99153-0100) a todos os consumidores de MS, que queiram entrar em um grupo de WhatsApp para os devidos esclarecimentos e orientar sobre o assunto.

No próximo fim de semana, sábado e domingo, equipes vão coletar assinaturas nas feiras livres, feira central e nos altos da avenida Afonso Pena, na capital.

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Você viu o Noah? Família procura por gato desaparecido há 60 dias
Geral
Homem alega ter moto danificada por empresa de limpeza em Campo Grande
Geral
Seis meses depois da morte do filho, Armando Anache morre aos 91 anos
Geral
Prefeitura de Campo Grande inicia campanha para inibir a doação de esmolas
Geral
Vídeo: "Peixe de bosteiro", morador de rua engana população de Paranaíba
Geral
Limites mais restritivos para poluentes atmosféricos são fixados pela OMS
Geral
Adolescente de 14 anos morre afogado em lago
Geral
Ministro Marcelo Queiroga testa positivo para Covid
Geral
Adolescentes de MS estão desaparecidas no Paraguai
Geral
Cruzamento da rua 13 de Maio, será fechado por dois dias para obras de drenagem

Mais Lidas

Polícia
Delegada de polícia negra é impedida de entrar em loja da Zara
Polícia
Vizinhos sentem mau cheiro e encontram idoso morto dentro de casa
Geral
Ciclista é atropelada por caminhão e arrastada por cinco metros na Enersto Geisel
Entrevista
Ex-governador André Puccinelli fala ao JD1