Menu
Busca sábado, 23 de março de 2019
(67) 99647-9098
TJMS março-19
Geral

Estudos serão realizados para a construção do Porto Seco em Ponta Porã

Além do Porto Seco de Ponta Porã, existe os processos de instalação dos terminais de Corumbá e Três Lagoas

17 março 2019 - 10h25Da redação com assessoria

O superintendente adjunto da Receita Federal, Onassis Simões, afirmou que há estudos adiantados para implantação de um Porto Seco em Ponta Porã, na fronteira do Brasil com o Paraguai. Onassis fez o anúncio durante audiência com o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, na tarde de sexta-feira (15).

Na Receita Federal, além do Porto Seco de Ponta Porã, o secretário discutiu o andamento dos processos de instalação dos terminais de Corumbá e Três Lagoas. Com relação ao Porto Seco de Três Lagoas, Verruck lembrou que, recentemente, reuniu-se com o prefeito Ângelo Guerreiro para definir a localização.

O superintendente adjunto da Receita Federal sugeriu uma solução para agilizar o processo: ao invés de concessão, a Receita faria a permissão para instalar o Porto Seco. A medida é menos burocrática, portanto mais rápida para ser operacionalizada, afirmou o secretário. “Na próxima semana vamos nos reunir com o prefeito e sua equipe para discutir os termos dessa permissão. Esse foi o primeiro avanço que tivemos, além da definição da área”, disse.

Nesta mesma reunião foi discutida a implantação do Porto Seco de Corumbá. Esse processo já está mais avançado, o secretário lembrou que já foi realizada audiência pública no ano passado, mas ainda resta uma série de dúvidas com relação à operacionalização.

Ponta Porã

Jaime Verruck salientou que sua ida à Brasília tinha como objetivo dar andamento nesses dois processos (Três Lagoas e Corumbá), e que o anúncio do Porto Seco em Ponta Porã foi uma surpresa agradável. “Já há um consenso dentro da Receita sobre essa necessidade. Portanto, vamos entrar em contato com o prefeito Hélio Peluffo para iniciarmos as tratativas sobre a área para implantação do porto. A cidade já tem uma área alfandegada. A ideia seria retirar essa estrutura, permitindo a implantação do Porto Seco”.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Mazzotti destaca combate a corrupção ao assumir o comando da PF
Geral
Despejo clandestino de esgoto nos córregos é combatido pela prefeitura
Geral
DOF apreende quase 400 caixas de narguilé
Geral
Estudantes distribuem mais de 200 mudas frutíferas
Geral
Combate ao aedes é intensificado em 12 bairros
Geral
Marcola, líder do PCC, é transferido para presídio federal em Brasília
Geral
Agora é Lei: assistentes sociais vão trabalhar 30 horas semanais
Geral
Saúde do trabalhador de enfermagem será debatida em audiência
Geral
Trabalhadores protestam contra reforma da Previdência
Geral
Leroy Merlin é autuada por divergência de preços

Mais Lidas

Oportunidade
JBS tem 30 vagas em Campo Grande
Polícia
Adolescentes desaparecidas são encontradas em SP
Geral
Trabalhadores protestam contra reforma da Previdência
Opinião
Contemporaneidade ou pré-julgamento?