Menu
Busca quarta, 28 de julho de 2021
(67) 99647-9098
Senai - EAD_senai_tecnico
Geral

Governo manda prefeitos "assumirem seus atos"

Campo Grande e Três Lagoas estão entre cidades que decidiram flexibilizar medidas

14 junho 2021 - 19h12Joilson Francelino

Após prefeitos decidirem por flexibilizar medidas de combate ao coronavírus, o Governo de Mato Grosso do Sul emitiu nota pedindo para que os gestores “assumam a responsabilidade sobre as consequências de seus atos”.

Nesta segunda-feira (14), o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, decretou que a cidade adote as medidas impostas na bandeira vermelha, contrariando decisão do Estado que colocou a capital na bandeira cinza, restringindo diversas atividades. Na mesma linha, o prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro,  também determinou que seu município voltasse à bandeira vermelha. Assim como a capital, a cidade figurava na bandeira cinza.

A nota do governo, respondendo às decisões dos gestores municipais ainda cita que as decisões tomadas recentemente acatam pedido da Associação dos municípios de Mato Grosso do Sul – Assomasul, que reivindicou medidas mais duras. Veja a nota na íntegra:

"NOTA OFICIAL

Considerando  a decisão unilateral de alguns prefeitos contrários ao decreto estadual que emitiu restrições  às atividades não essenciais neste momento de agravamento da pandemia, o Governo do Estado vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1.      O Estado acatou um pedido da entidade representativa dos prefeitos, a  Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul – Assomasul, que reivindicou medidas mais duras para frear a pandemia, entre elas a obrigatoriedade de cumprimento das recomendações do PROSSEGUIR pelos Municípios, toque de recolher; lei seca e reforço do policiamento ostensivo  de fiscalização.

2.      O estado entende que cumpriu o seu dever, com base em dados técnicos,  e cabe ao Ministério Público, órgão de controle e fiscalização, a tomada das medidas legais cabíveis.

3.      Por fim, o Estado alerta aos prefeitos que adotarem medidas mais flexíveis das previstas no Decreto Estadual, que assumam a responsabilidade sobre as consequências decorrentes de seus atos.

Campo Grande, 14 de junho de 2021. 
GOVERNO DE MATO GROSSO DO SUL"

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Comissão de Direitos Humanos debate migração no contexto da pandemia
Geral
Com duas vaginas, influencer do OnlyFans dá à luz a bebê saudável
Geral
Depois de quatro anos paralisada, UTE William Arjona é reinaugurada em Campo Grande
Geral
Com Covid, Arlindo Namour morre no Proncor
Geral
Vídeo: 'Rapidinha' na cozinha da errado e casal é flagrado só no love
Geral
Vídeo: Ator da Globo é flagrado agredindo namorada
Geral
Prefeitura oferece design de sobrancelhas e esmaltação a usuárias do SUS
Geral
Morre o advogado Gelson Marquês Batista
Geral
Casa de Passagem está aberta para doações e acolhimentos no frio
Geral
Na FIEMS, ministro é cobrado por mais "segurança jurídica"

Mais Lidas

Geral
Vídeo: “Casado me deito, com chifre me levanto”, corno flagra traição da esposa
Brasil
Vídeo: 'Corno escandaloso' descobre traição e faz barraco em estacionamento
Geral
Vídeo: Homem surta e se joga em frente a ônibus em movimento; cenas fortes
Polícia
Pai encontra filho de 18 anos enforcado na varanda de casa