Menu
Busca sexta, 15 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Governo - Festival America do Sul
Geral

Índigenas conseguem mais de R$ 3mi de bônus para economia local

Ministério Público do Trabalho e Coletivo investem R$ 3milhões em apoio à economia indígena do MS

13 julho 2019 - 13h45Sarah Chaves, com informações da assessoria

Um evento organizado pelo Coletivo de Trabalhadores Indígenas de Mato Grosso do Sul discutiu a inserção do indígena no mundo do trabalho, na última quinta-feira (11), no município de Anastácio (MS), o seminário contou com a presença de procuradores do Ministério Público do Trabalho (MPT), responsável pela fiscalização e apoio aos trabalhadores, indígenas de diversas regiões do estado, professores doutores e autoridades locais.

A dificuldade do índio em conseguir um trabalho, e a necessidade de melhores políticas públicas para atender a demanda no estado foram discutidas, além de orientações aos trabalhadores que viajam pelo menos uma vez ao ano para colheita de maçãs na região sul do Brasil.

Apesar de ainda não ser o ideal a colheita de maçãs auxilia na renda do indígena, dando trabalho a aproximadamente 7 mil índios de MS, e o mais importante é que o valor salarial termina inserido na economia local. 

De acordo com  o coordenador do Coletivo, José Carlos Pacheco, somente nas cidades de Aquidauana e Anastácio são 843 trabalhadores que após retornarem de viagem  injetam aproximadamente R$ 3 milhões na região, já que o salário total pela empreitada chega a R$ 4 mil.

O procurador do MPT, Jefferson Pereira, disse a reportagem que o papel da Comissão Permanente de Investigação e Fiscalização das Condições de Trabalho é fundamental para a população indígena.“Acredito que após o trabalho de acompanhamento e monitoramento do MPT, iniciado no ano de 2014, nós estamos mais próximos do indígena e das empresas, questões de alojamentos, tratamento ao trabalhador foram sanadas após visitas de fiscalização e do Coletivo no local da colheita”, exemplificou o procurador.

Questionado sobre a perda de direitos do índio ao sair da reserva, o procurador do MPT, Jonas Ratier, disse que “o índio tem o direito de ser índio garantido pela Constituição”. Ele exemplificou que o estereótipo e o preconceito com falácias de que “índio é preguiçoso”, vem desde a época de colonização e as pessoas devem mudar esse tipo de pensamento, haja vista, que no Brasil são 282 etnias em meio a 370 milhões de povos espalhados pelo mundo. “Temos que combater o preconceito, buscar alternativas. Esses trabalhadores já sofreram uma escravidão durante séculos, e na atualidade muitos ainda sofrem uma “escravidão” velada, é nesse ponto que os órgãos responsáveis devem atuar”.

Qualificação e inserção no contexto urbano

Jose Carlos explicou que um dos objetivos do Coletivo é a qualificação profissional, por isso, enquanto os chefes de famílias vão a colheita da maçã, os filhos e jovens das aldeias recebem curso de qualificação profissional por meio do projeto Ressoarte (tecnologia da informática).

O coordenador do Coletivo adiantou que está em processo de conversa e planejamento para que os trabalhadores façam um curso de operação de máquinas e tratores para atuar na próxima colheita. “Nós temos uma empresa parceira do Rio Grande do Sul, o empresário demonstrou interesse em contratar os operadores, agora o objetivo é procurar meios de qualificar o trabalhador, é uma oportunidade a mais de emprego e a contrapartida poderia vir do próprio governo com cursos gratuitos”.

 

 

Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Prefeitura lamenta ocorrido e esclarece motivo de atraso do Morenão
Geral
Vai viajar no feriado? Aeroporto da capital opera sem atrasos e cancelamentos
Geral
Ex-prefeito de Dois Irmãos, "Cascão", morre aos 87 anos
Geral
SAD fará leilão com lances a partir de R$ 200
Geral
Caminhão carregado de cerveja tomba em cruzamento
Geral
Pagamento do PIS/Pasep começa nesta quinta-feira
Geral
Veja a classificação do "maior concurso" feito pela Sesau
Geral
Mãe faz campanha de doação de sangue para tratar leucemia de Madu
Geral
Confira o que abre e fecha no feriado desta sexta-feira
Geral
Capivara é encontrada em sala de aula da UFMS

Mais Lidas

Polícia
Família procura por jovem que desapareceu no Nova Lima
Polícia
Homem é morto por pistoleiros dentro da casa da ex-mulher
Polícia
Morador encontra corpo em caixa d'águá que estava vazando
Cidade
Cidade do Natal terá roda-gigante e carrossel gratuitos