Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Gov 44 anos
Geral

OAB/MS repudia movimento contra andarilhos no centro

Movimento marcado para este sábado colhe assinaturas contra andarilhos

22 fevereiro 2019 - 16h16Da redação

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), emitiu nota de repúdio nesta sexta-feira (22) contra a iniciativa de retirar andarilhos do centro de Campo Grande.

Uma manifestação ocorrerá neste sábado (23) para coletar assinaturas em um abaixo assinado com a intenção de “melhorar e diminuir os problemas causados pelo alto número de moradores de rua no centro.

Ressaltando que a atitude dos organizadores é contrária aos princípios que regem a dignidade da pessoa humana e fere o direito de ir e vir, a OAB/MS se posicionou contra o movimento.

Confira a nota na íntegra:

"A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), por meio do Conselho Estadual e das Comissões de Direitos Humanos, Direitos Sociais e Segurança Pública vem a público emitir nota de pesar e total repúdio em face da iniciativa atentatória adotada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande e pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas em Mato Grosso do Sul ao encabeçarem o abaixo assinado “Menos andarilhos, mais segurança!”, atitude essa totalmente contrária aos princípios que regem a Dignidade da Pessoa Humana. Tais “iniciativas” além de coibirem o livre exercício do direito de ir e vir assegurada pela Constituição Federal, ainda incita a população a tomar medidas radicais, ilegítimas e injustas a pessoas que estão em situação de vulnerabilidade.

A adoção de políticas de “higienização social” será duramente combatida por esta Seccional, sendo clara a necessidade de fortalecimento das ações de acolhimento, tratamento e recuperação das pessoas que espontaneamente adiram a tais programas e não a internação compulsória, que há décadas já é uma medida desaconselhada e em desuso.

A OAB/MS se coloca à disposição para discutir o aperfeiçoamento das instituições e políticas públicas, com o compromisso claro de assegurar o Estado Democrático de Direito, não podendo ser omissa a atitudes que não vão de encontro às garantias fundamentais, ao Direito Constitucional e Internacional.

Campo Grande, 22 de fevereiro de 2019.


Mansour Elias Karmouche
Presidente

Christopher Pinho Ferro Scapinelli
Comissão de Direitos Humanos

Cláudia Novaes Assumpção Paniago
Comissão de Segurança Pública

Dora Waldow
Comissão de Direitos Sociais"

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Vídeo - Energisa terá até helicóptero para possível vendaval
Geral
Vídeo - "Seremos eficientes", garante Marquinhos sobre vendaval
Geral
Ministro do TSE fala sobre confiabilidade de urnas eletrônicas ao JD1 Notícias
Geral
Pfizer tem alta eficácia contra Covid em crianças, diz estudo
Geral
Depois da capital, Estado também decreta ponto facultativo dia 1° de novembro
Geral
Ao vivo: Corpo de Bombeiros fala sobre plano de prevenção para tempestade prevista no fim de semana
Geral
Você tem alguma história de terror real legal para contar? Mande para o JD1 Notícias
Geral
Trecho da Rui Barbosa será interditado durante uma semana
Geral
Shoppings da Capital se unem à CDL para ajudar famílias afetadas pelo temporal
Geral
Para custear exame de filho com DMD, mãe faz barras de chocolate para vender

Mais Lidas

Clima
Áudio: Atenção - tabela do Inmet é real, não é fake
Clima
Vídeo: Força-tarefa está pronta para novo vendaval
Internacional
Alec Baldwin dispara com arma cenográfica e mata diretora de fotografia
Clima
Previsão de chuva com ventos assusta