Menu
Menu
Busca sábado, 13 de abril de 2024
Geral

Procon alerta para recall de motocicletas

A campanha de chamamento Yamaha Motor da Amazônia Ltda foi iniciada em 10 de abril

10 junho 2017 - 15h18Da redação com Assessoria

A Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), alerta consumidores para a campanha de chamamento de recall de 54 motocicletas da marca Yamaha comercializadas em Mato Grosso do Sul, por riscos de perda do controle do veículo.

A campanha de chamamento Yamaha Motor da Amazônia Ltda foi iniciada em 10 de abril de 2017 e abrange, no total, 2.770 motocicletas distribuídas no país: 2.204 do modelo MT-09, ano/modelo 2015 a 2017, produzidas no período de 26 de abril de 2014 a 2 de fevereiro de 2017; e 566 motocicletas MT-09 Tracer, ano/modelo 2016 a 2017, produzidas no período 28 de agosto de 2015 a 9 de janeiro de 2017.

O recall é devido à possibilidade de deslocamento do guidão, o que pode levar à perda do controle da motocicleta e causar lesões aos usuários e a terceiros. Segundo o fabricante, “caso seja aplicada frequente força excessiva sobre o guidão, poderá ocorrer o desgaste da pintura da base dos suportes do guidão, que, somado à possível aplicação insuficiente de agente travante, em situações extremas poderá causar o desprendimento do prisioneiro em decorrência da vibração do motor”.

Chassis convocados

O chamamento abrange motocicletas com numeração de chassi, não sequencial, compreendida entre os intervalos 9C6RN3520F0000001 a 9C6RN3520H0000300, para os modelos MT-09; e 9C6RN3550G0000011 a 9C6RN3550H0000660, para os modelos MT-09 Tracer. Os consumidores que adquiriram esses veículos devem entrar em contato com uma concessionária autorizada para agendar a substituição gratuita dos suportes do guidão das motocicletas. Segundo informação da Yamaha, o tempo médio de atendimento é de 30 minutos. Informações podem ser obtidas no site ou pelo telefone 0800 774 3738, no horário comercial.

O Procon alerta que para proteger a saúde e a segurança do consumidor o recall deve ser realizado pelo fornecedor quando for constatado um produto danificado. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

JD1TV: Cobra é flagrada atravessando avenida "na paz" no Parque dos Poderes
Geral
JD1TV: Cobra é flagrada atravessando avenida "na paz" no Parque dos Poderes
Atenção motoristas: Ponte da BR-262 sobre o Rio Paraguai está interditada
Geral
Atenção motoristas: Ponte da BR-262 sobre o Rio Paraguai está interditada
Governo Federal suspende campanhas publicitárias no X
Geral
Governo Federal suspende campanhas publicitárias no X
Escritora permanece hospitalizada
Geral
Escritora faz primeiro post após ataque de pitbulls e diz que está bem
Ministro Luis Roberto Barroso
Geral
Regulação da IA precisa proteger direitos fundamentais, diz Barroso
Bilhete de aposta da Mega-Sena
Geral
Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 56 milhões neste sábado
Avião movido a hidrogênio fará o primeiro voo ao redor do mundo com zero emissões
Geral
Avião movido a hidrogênio fará o primeiro voo ao redor do mundo com zero emissões
Madonna
Geral
Madonna pede para brasileiros não falarem português durante show
Ponte da BR-262, que passa pelo Rio Paraguai, será interditada neste sábado
Geral
Ponte da BR-262, que passa pelo Rio Paraguai, será interditada neste sábado
Faustão sai do hospital
Geral
Após 47 dias internado, Faustão recebe alta do hospital

Mais Lidas

Artistas confirmadas na Expogrande 2024
Comportamento
Expogrande 2024 divulga programação dos shows; confira as datas
Mulher encontrada morta em casa no Itamaracá teve um infarto
Polícia
Mulher encontrada morta em casa no Itamaracá teve um infarto
AGORA: Mulher é encontrada morta em casa no Itamaracá
Polícia
AGORA: Mulher é encontrada morta em casa no Itamaracá
Homem mente que foi sequestrado e estuprado para voltar com a ex em Campo Grande
Polícia
Homem mente que foi sequestrado e estuprado para voltar com a ex em Campo Grande