Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Proibição da pesca do dourado segue para sanção do governador

O projeto foi aprovado por maioria de votos nesta quarta, na Assembleia Legislativa

19 dezembro 2018 - 13h52Da redação

O projeto de lei que proíbe pelos próximos oito anos a pesca, o transporte, a comercialização, o processamento e a industrialização da espécie salminus brasiliensis ou salminus maxillosus, conhecido como dourado, foi aprovado em segunda discussão, nesta quarta-feira (19), na Assembleia Legislativa.

De autoria do deputado Beto Pereira (PSDB), o projeto foi aprovado por maioria de votos. “O dourado é uma espécie que necessita de atenção especial do poder público para que sua proteção seja garantida”, disse o autor.

Dos parlamentares que estavam presentes na sessão, apenas o deputado Cabo Almi (PT), votou contra o projeto alegando que recebeu inúmeras justificativas de ribeirinhos para tal voto, pois “eles ficarão sem sua subsistência”.

A proposta segue para sanção do governador Reinaldo Azambuja.

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Universidade leva serviços gratuitos à comunidade no próximo dia 25
Geral
CapacitaSUAS avança em MS e estado reforça pioneirismo na Assistência Social
Geral
Mega-Sena pode pagar 7 milhões neste sábado
Geral
Novas medidas deixarão banda larga mais acessível, segundo Anatel
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Geral
Feijoada do FAC terá renda revertida em agasalhos
Geral
Caminhão da Serasa chega a Campo Grande na próxima semana
Geral
UFMS pode paralisar em setembro, diz Marcelo Turine
Geral
Casas Bahia é autuada por publicidade enganosa
Geral
Advogado da capital palestra sobre reforma do Código Penal em Brasília

Mais Lidas

Polícia
Ex-marido esfaqueia mulher em boate ao ver localização em rede social
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Polícia
Homem toma arma de policial, troca tiros com outros e morre em telhado de casa
Internacional
Por engano, funcionário serve vinho de 5.100 euros a clientes