Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Geral

Status de área livre de aftosa sem vacinação é oportunidade estratégica para MS

Planejamento é que em 2021 o estado alcance o status de área livre da doença, sem vacinação

21 abril 2019 - 08h23Joilson Francelino, com informações da assessoria

No encontro do Comitê gestor que trabalha no Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA) em Mato Grosso do Sul, realizado terça-feira (16) na Superintendência Federal da Agricultura (SFA), em Campo Grande, o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) reforçou a dimensão que a obtenção do status de área livre de febre aftosa sem vacinação tem para a pecuária e a economia sul-mato-grossense.

“O Governo do Estado fez uma opção estratégica e trabalha para que, no ano de 2021, Mato Grosso do Sul garanta o status de área livre de febre aftosa sem vacinação. Essa evolução vai nos permitir um novo posicionamento da pecuária sul-mato-grossense no mundo, dada a qualidade na nossa carne. Nós atingimos níveis de excelência na nossa produção pecuária que já são referenciados pelo mercado, graças a programas como o Precoce e outros. Tudo isso pode ser prejudicado caso não consigamos cumprir as metas estabelecidas no PNEFA e essa é uma responsabilidade e um trabalho de todos, produtores e governo”, afirmou o secretário Jaime Verruck no encontro do Comitê gestor do PNEFA no Estado.

O titular da Semagro participou do encontro juntamente com o superintendente de Produção e Agricultura Familiar, Rogério Beretta, do superintendente Federal de Agricultura no Estado, Celso Martins, do diretor-presidente da Iagro, Luciano Chiochetta e representantes da Famasul, Sejusp, Sefaz, Embrapa, Sicadems, Avimasul e CRMV-MS. “A SFA nos apresentou o quanto evoluímos desde o início dos trabalhos. Hoje, nós sabemos o que precisamos fazer, temos um planejamento com metas e prazos definidos. Todas as entidades que participaram da reunião estão cientes de que a responsabilidade é conjunta e estamos dando todos os passos necessários para atingir o nosso objetivo”, frisou o secretário.

Uma das ações é Campanha de Vacinação contra febre aftosa, já em andamento em todo o Estado e que neste ano traz uma novidade, que é a redução da dose, de 5 ml para 2 ml. A alteração da dosagem da vacina – hoje obrigatória em bovinos e bubalinos – e sua retirada definitiva em todo País fazem parte do Plano Estratégico 2017-2026 do PNEFA, que busca a mudança de status para ‘livre de febre aftosa sem vacinação’. “Nós temos um excelente nível de cobertura vacinal no Estado, chegando a pouco mais de 98%, mas a nossa meta é ter 100% do rebanho vacinado”, lembra Verruck.

Outra ação que irá contribuir com o trabalho do governo estadual no cumprimento das metas para que Mato Grosso do Sul obtenha a certificação de área livre e aftosa sem vacinação é o projeto de lei que institui o programa de atualização cadastral do produtor e ajuste de rebanho no Estado. O PL já foi encaminhado à Assembleia Legislativa pelo governador Reinaldo Azambuja.

“Teremos informações atualizadas sobre o rebanho no Estado. O produtor que estiver com algum tipo de inconformidade poderá regularizar a sua situação mediante as condicionantes previstas na legislação. A lei também vai contribuir para reforçar os recursos do Refasa – Reserva Financeira para as Ações de Defesa Sanitária Animal – outro item fundamental para o Estado ser livre de aftosa, sem vacinação”, finalizou Jaime Verruck.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Auxílio emergencial: Saiba quem recebe 1ª e 2ª parcela nesta quinta
Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Geral
Mascarado esperando atendimento no CRS Tiradentes diverte pacientes
Geral
Hemosul convoca doadores de sangue afastados pelo frio
Geral
Obras ao redor do Cavaleiro Guaicuru, no Parque das Nações, são retomadas
Geral
Veículos com placa final 1 e 2 devem ter o licencimaneto quitado até dia 31 de maio
Geral
App do Magazine Luiza ganha botão para denunciar violência contra mulheres
Geral
Mandetta entra em “quarentena remunerada” e é proibido de ter cargos privados por 6 meses
Geral
Mega-Sena pode sortear prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
Geral
AO VIVO - José Mauro, da Sesau, presta contas na Câmara

Mais Lidas

Geral
Auxílio emergencial: Saiba quem recebe 1ª e 2ª parcela nesta quinta
Cultura
UFMS estuda revitalizar Autocine
Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais