Menu
Busca terça, 25 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Testemunha muda versão sobre acidente e PRF emite errata

No acidente que aconteceu na BR-262 três pessoas morreram e cinco ficaram feridas

21 janeiro 2019 - 18h58Da redação

Após testemunha mudar versão de suposto suicídio, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) emite nota justificando que errou na divulgação da causa do acidente que ocorreu neste domingo (20) na BR-262 próximo a Anastácio. No total 12 pessoas se envolveram na ocorrência.

O acidente, que fez três vitima fatais, teria ocorrido devido a um dos motoristas ter cometido suicídio conforme primeiras informações da PRF baseado nos relatos de um dos sobreviventes que  não teve o nome divulgado.

Segundo o Corpo de Bombeiros, três veículos estavam envolvidos na batida, sendo um Ford EcoSport, um  Honda CRV e um Gol.  A EcoSport ficou destruído, duas vitimas ficaram presas as ferragens e morreram no local. Já a terceira vitima estava no CRV, os demais feridos foram socorridos, e encaminhados ao hospital de Aquidauana.

Testemunha muda versão

A PRF concluiu que o condutor do EcoSport foi o causador do acidente, quando invadiu a pista sentido contrário e colidiu com o CRV. As informações sobre o acidente foram baseadas no depoimento de um dos sobreviventes. Porém, a vítima não sustentou sua versão ao registrar por escrito o seu relato o que obrigou a PRF a mudar a divulgação feita à imprensa.

As vitimas fatais foram identificadas como Edmar Fernandes Caires, 38 anos e Janice Francisco Antônio, 34 anos, que estavam no EcoSport. A vítima do CRV é Ivaldo Cristian Figueira Santos, 39 anos. Ao total foram 12 envolvidos, sendo três mortos e cinco feridos e quatro pessoas saíram ilesas.

Errata PRF

A PRF errou na divulgação da causa do acidente ocorrido neste domingo, 20 de janeiro de 2019, inicialmente apontada como suicídio, em razão de nova declaração prestada pelo passageiro/testemunha (dessa vez por escrito), em que este mostrou uma versão não-contundente sobre a causa do acidente.

Inicialmente, a testemunha hospitalizada declarou verbalmente aos policiais que atenderam a ocorrência que se tratava de uma ação de inequívoco suicídio. Posteriormente, o condutor recusou prestar essa mesma declaração por escrito.

A PRF reitera que os sinais do local do acidente apontam a responsabilidade do evento tendo como causador o condutor do veículo EcoSport, que invadiu a pista de mão contrária e causou o acidente e, por consequência, as mortes e ferimentos nos demais envolvidos.

O que podemos afirmar agora é que não se pode descartar as hipóteses de sonolência, mal-súbito e a mais provável, de suicídio como motivador da invasão de pista por parte do condutor do veículo Ecosport.

PRF/MS - Núcleo de Comunicação Social.

Assembleia para todos - junho-19

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
“Objetivo é demonstrar nossa contrariedade à reforma da previdência”, diz Sinpol
Geral
Exposição fotográfica "Olhares do Boêmio" acontece na Câmara
Geral
Termina desassoreamento do lago menor no Parque das Nações
Geral
Homem morre após sofrer acidente em rodovia
Geral
Oposição vence eleição à prefeitura em Istambul
Geral
Licenciamento de placas com finais 4 e 5 devem ser pagos nesta semana
Geral
EUA buscam coalizão global contra Irã
Geral
Arraiá saudável
Veja dicas de como participar das festanças e não sair com a saúde prejudicada
Geral
Jovem pesquisador quer ouvir professores de MS sobre gênero e sexualidade
Geral
Influenciadores digitais se reúnem para discutir educação financeira

Mais Lidas

Brasil
Pai encontra corpo da filha desaparecida na casa do ex-namorado
Polícia
Pilar de concreto cai e mata criança deitada em rede
Polícia
Pai atira em filho por causa de cobrança de dívida e foge
Cidade
Supermercado Real é autuado pela venda de produtos vencidos