Menu
Busca terça, 22 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Senar - junho21
Justiça

Concurso da prefeitura de Corguinho é adiado

O MP-MS pediu a suspensão, pois a empresa que realizaria o certame é suspeita de fraudes

17 dezembro 2018 - 10h46Da Redação com Assessoria

Após recomendação feita pelo promotor de Justiça da Comarca de Rio Negro Thiago Bonfatti Martins, o município de Corguinho acatou o pedido do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) e suspendeu o concurso público de provas nº 01/2018 a ser realizado no município.

De acordo com o promotor de Justiça, a recomendação pedindo a suspensão foi necessária, pois o concurso público iria ser realizado pela empresa Vale Consultoria e Assessoria, da qual existe informação de fraude para beneficiar candidatos.

Ele ainda afirma que a empresa Vale Consultoria e Assessoria está sendo investigada em diversas comarcas do estado de Mato Grosso do Sul, com ampla repercussão na impressa, sob a suspeita de envolvimento em crimes de fraude à licitação, corrupção e associação criminosa, bem como que há decisões judiciais suspendendo concursos públicos por ela realizados ou em que tenha participado da licitação promovida para contratar empresa responsável pelo certame.

Na promotoria de Justiça de Batayporã, após investigação, foram constatados elementos concretos do direcionamento da licitação para contratação da empresa Vale, responsável pela aplicação das provas. A prefeitura de Taquarussu suspendeu concurso público que estava em estágio avançado.

O concurso público do município de Corguinho também teve baixa divulgação e o prazo de inscrição previsto no edital foi de apenas 17 dias, o que, aliado à falta de publicidade de parte dos documentos da licitação promovida para contratar a empresa responsável pelo certame (tanto que em não sendo encontrados no Portal da Transparência do município, houve a necessidade de requisição ao ente público de cópia integral da Carta Convite n.º 005/2018), investigação da empresa em outras comarcas e notícias no município de possível fraude para beneficiar candidatos, torna duvidosa a lisura do certame.

Por fim, o promotor de Justiça explica que este concurso público tinha preenchimento de 105 cargos (ampla concorrência e cadastro de reserva) nas mais diversas áreas, e as provas iriam ser aplicadas neste domingo (16).

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Audiência de conciliação sobre pandemia na capital é cancelada
Justiça
Justiça determina audiência sobre pandemia na terça-feira
Justiça
Funcionários denunciam Hospital Adventista por intolerância religiosa
Justiça
Energisa perde e Justiça permite que medidores sejam periciados
Justiça
STJ mantém André réu na 'Coffe Break'
Justiça
Com recurso negado, Comércio terá mais uma tentativa para barrar decreto
Justiça
Justiça discute na quarta, recurso da Energisa que barra perícias
Justiça
TJMS distribuiu mais de 6 mil processos em maio
Justiça
Comércio formaliza mandado de segurança para barrar decreto do Prosseguir
Justiça
STF começa a julgar pedidos para suspender Copa América no Brasil

Mais Lidas

Geral
Foi convocado? Agehab divulga lista de beneficiários para ocupação de imóveis
Polícia
Menina de 11 anos era estuprada pelo pai no trajeto da igreja
Polícia
Bandido morre após tentar assaltar policial
Geral
Morta pelo marido, Lindinalva era professora e deixa dois filhos