Menu
Busca sábado, 28 de maio de 2022
(67) 99647-9098
Tjms Maio22
Justiça

Concurso da prefeitura de Corguinho é adiado

O MP-MS pediu a suspensão, pois a empresa que realizaria o certame é suspeita de fraudes

17 dezembro 2018 - 10h46Da Redação com Assessoria

Após recomendação feita pelo promotor de Justiça da Comarca de Rio Negro Thiago Bonfatti Martins, o município de Corguinho acatou o pedido do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) e suspendeu o concurso público de provas nº 01/2018 a ser realizado no município.

De acordo com o promotor de Justiça, a recomendação pedindo a suspensão foi necessária, pois o concurso público iria ser realizado pela empresa Vale Consultoria e Assessoria, da qual existe informação de fraude para beneficiar candidatos.

Ele ainda afirma que a empresa Vale Consultoria e Assessoria está sendo investigada em diversas comarcas do estado de Mato Grosso do Sul, com ampla repercussão na impressa, sob a suspeita de envolvimento em crimes de fraude à licitação, corrupção e associação criminosa, bem como que há decisões judiciais suspendendo concursos públicos por ela realizados ou em que tenha participado da licitação promovida para contratar empresa responsável pelo certame.

Na promotoria de Justiça de Batayporã, após investigação, foram constatados elementos concretos do direcionamento da licitação para contratação da empresa Vale, responsável pela aplicação das provas. A prefeitura de Taquarussu suspendeu concurso público que estava em estágio avançado.

O concurso público do município de Corguinho também teve baixa divulgação e o prazo de inscrição previsto no edital foi de apenas 17 dias, o que, aliado à falta de publicidade de parte dos documentos da licitação promovida para contratar a empresa responsável pelo certame (tanto que em não sendo encontrados no Portal da Transparência do município, houve a necessidade de requisição ao ente público de cópia integral da Carta Convite n.º 005/2018), investigação da empresa em outras comarcas e notícias no município de possível fraude para beneficiar candidatos, torna duvidosa a lisura do certame.

Por fim, o promotor de Justiça explica que este concurso público tinha preenchimento de 105 cargos (ampla concorrência e cadastro de reserva) nas mais diversas áreas, e as provas iriam ser aplicadas neste domingo (16).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Desembargador Nélio Stábile é homenageado na OAB-MS
Justiça
PGR defende legalidade do perdão cedido a Daniel Silveira
Justiça
Ministério Público irá investigar show de Gusttavo Lima
Justiça
Justiça Federal retoma caso André
Justiça
Lei Henry Borel é sancionada pelo presidente Bolsonaro
Justiça
Moro se torna réu em ação do PT por danos na Lava Jato
Justiça
Havan é condenada a pagar R$ 30 mil para funcionária
Justiça
Ministério da Justiça irá investigar Mastercard por elevar taxas de intercâmbio
Justiça
Alexandre Lacerda toma posse no MP e anuncia nova sede
Justiça
STF decide que é válido punir motorista que recusar bafômetro

Mais Lidas

Polícia
JD1TV: Câmera flagra momento em que atirador mata dono de lava-jato
Polícia
JD1TV: Dono de lava-jato e eletricista são assassinados a tiros em Campo Grande
Polícia
Polícia apreende pistola de empresário morto a tiros em Campo Grande
Geral
JD1TV: Motociclista fica em estado gravíssimo após acidente na Rua Da Divisão