Menu
Busca quinta, 05 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
Justiça

“Desembargadores de merda”, gritava Jamil Name ao ser preso, diz Gaeco

Relatório aponta ainda que a milícia articula a morte do delegado Fábio Peró

02 outubro 2019 - 11h31Da redação

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) apresentou relatório que reforça a necessidade de manutenção da prisão preventiva do empresário Jamil Name e Jamil Name Filho.

De acordo com o relatório, o pai e o filho adotaram postura de afronta às ações da Operação Omertá. Jamil Name, segundo o documento, lançou palavras ofensivas a desembargadores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), quando soube que seria alvo de busca e apreensão, na última sexta-feira (27). “Desembargadores de merda e analfabetos”, teria gritado o empresário. Não se sabe, porém, a quais desembargadores Jamil se referia.

Além da afronta às autoridades jurídicas do estado, Jamil Name teria gritado, após tomar conhecimento de sua prisão, que “o jogo só começa agora”. O empresário ainda teria dito à sua esposa “até amanhã”, sinalizando que seria solto em 24h.

O relatório anexado aos autos, ainda aponta uma articulação dos presos durante a operação, contra a vida do delegado do Garras, Fábio Peró.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
TJ-MS 40 anos: Entrega de homenagens a personalidades do Estado
Justiça
Bolsonaro assina decreto que protege pessoas que denunciam corrupção
Justiça
TJ atenderá pela manhã nesta quarta
Em razão da comemoração dos 40 anos do Poder Judiciário do MS
Justiça
Criança será indenizada em R$ 5 mil após tomar iogurte com inseto
Justiça
Juiz decreta nova prisão contra Jamil e Jamilzinho
Justiça
Jallad é excluído das testemunhas de defesa de Jamil Name
Justiça
Sérgio Fernandes representa MS no XIII Encontro Nacional do Poder Judiciário
Justiça
TJ nega HC e Jamil segue preso em Mossoró
Justiça
Lei autoriza que cartas enviadas ou recebidas por presos sejam abertas
Justiça
Defesa quer ex-desembargadores testemunhando por Jamil Name

Mais Lidas

Polícia
Baiano Zé de Lessa, líder da facção BDM, é morto pela polícia de MS
Polícia
Duas mulheres e uma adolescente são mortas a tiros
Polícia
Mulher é espancada ao cobrar dívida de funcionária de salão de beleza
Geral
Pague Menos faz promoção enganosa e é pega pelo Procon-MS