Menu
Busca sexta, 06 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
TJMS Dezembro-19
Polícia

Depósito ilegal de madeira é encontrado pela PMA

Infrator de 53 anos, residente em Paranaíba, foi autuado administrativamente e multado

06 dezembro 2018 - 13h52Da redação com assessoria

Durante fiscalização no município de Paranaíba na tarde de quarta-feira (5), Policiais Militares Ambientais (PMA) de Cassilândia autuaram um fazendeiro por ter em depósito madeira ilegal. A madeira estava serrada estava em forma de tábuas e caibros, são das espécies faveiro e angico, e totalizou 8,76 m³.

O fazendeiro informou que possuía uma serraria móvel e adquiria a madeira em propriedades rurais para desdobrá-las, ficando com parte para ser utilizada em sua propriedade. Ele não possuía o Documento de Origem Florestal (DOF), que é o documento ambiental para o transporte e armazenamento de qualquer produto vegetal nativo.

O infrator de 53 anos, residente em Paranaíba, foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.700,00 e responderá por crime ambiental de depósito ilegal de madeira. A pena é de seis meses a um ano de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Mãe recebe Whats dizendo que seu filho foi morto pelo PCC
Polícia
Assalto em mercado da capital termina com um morto
Polícia
PF investiga organização que negociava ouro ilegalmente
Polícia
Bombeiros seguem nas bucas por homem desaparecido no rio Paraguai
Polícia
Brasileiro nega participação na morte de adolescente paraguaio
Polícia
Vídeo - Veja o momento do fuzilamento na fronteira
Polícia
Vídeo - Após ser roubado, motorista persegue e atropela assaltantes
Polícia
Funcionário da prefeitura é morto a tiros na fronteira
Polícia
Militar aposentado é rendido por bandidos e fica 3h amarrado
Polícia
Imagens fortes - Vídeo mostra dupla execução na fronteira

Mais Lidas

Geral
Pague Menos faz promoção enganosa e é pega pelo Procon-MS
Polícia
Vídeo: “Bunitinho” morre baleado em operação na favela
Polícia
Imagens fortes - Vídeo mostra dupla execução na fronteira
Polícia
Mulher é espancada ao cobrar dívida de funcionária de salão de beleza