Menu
Busca sábado, 14 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
Perkal
Polícia

Falsa Farmacêutica é indiciada pela polícia

Gabriella Lorena trabalhava na prefeitura de Eldorado há dois anos

20 julho 2019 - 08h10Mauro Silva, com informações do TánaMídia

Gabriella Lorena Rodrigues de Brito, de 25 anos, foi indiciada pela Polícia Civil nesta sexta-feira (19) por exercício ilegal da profissão e uso de documentos falsos, pois mesmo sem formação ela atuava como farmacêutica na Rede Municipal de Saúde de Eldorado.

Interrogada pela polícia Gabriella entrou em várias contradições e assim acabou confessando o que não era farmacêutica. A investigações foram realizadas junto a uma universidade do interior de São Paulo, em nome do qual estava os documentos da acusada.

Lorena trabalhou em uma Farmácia de Naviraí entre os anos de 2016 a 2017e há dois anos foi contratada pela prefeitura de Eldorado onde trabalhou até a semana passada. No município a falsa profissional era responsável por vários medicamentos e até aplicava vacinas.

Como não houve flagrante, a falsa farmacêutica foi indiciada por exercício ilegal da profissão e uso de documentos falsos e vai responder em liberdade.

PMCG - Cidade do Natal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Homem é preso dois meses após torturar, abusar e matar amigo
Polícia
Catador de material reciclável morre após ser atropelado
Polícia
PM morre após AVC durante plantão
Polícia
Colégio de juízes assume processo de milícia e contesta juiz de Mossoró no STJ
Polícia
Grávida leva facada na barriga durante confusão em comércio na capital
Polícia
Irmão de integrante do PCC é preso
Polícia
DEFRON incinera quase 10t de drogas apreendidas
Polícia
Dentro de escola, homem é flagrado dando pinga a menores
Polícia
Assaltante é preso após ser rendido por atendente de hotel
Polícia
Homem que estava desaparecido é encontrado morto em mata

Mais Lidas

Esportes
Al Hilal vence e encara Flamengo nas semifinais
Cidade
Prefeitura entregou cartões com crédito imobiliário e CRFs neste sábado
Polícia
Homem é preso dois meses após torturar, abusar e matar amigo
Polícia
Catador de material reciclável morre após ser atropelado