Menu
Busca quinta, 27 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Polícia

Homem é preso por estupro e aliciamento sexual, em Corumbá

O suspeito usava o "chat" de um jogo para atrair as vítimas

01 março 2019 - 10h35Graziella Almeida com Diário Online

Um homem foi preso por suspeita de estupro pela Polícia Civil, na tarde desta quinta-feira (28), em Corumbá. A investigação segue a cargo da Delegacia de Atendimento a Infância e Juventude (Daiji).

Conforme informações do site Diário Online, o homem estava sendo investigado e usava um “chat” do jogo Free Fire como isca para atrair as vítimas, no qual usava para marcar encontro com crianças e adolescentes.

O pedido de prisão foi expedido após o suspeito ameaçar a mãe de uma das vítimas, alegando que mataria ela e a filha, se caso a denúncia não fosse retirada. O homem também teria tentado marcar encontro com uma criança de 11 anos. A polícia suspeita de uma terceira menor, de 13 anos, em que o homem teria consumado o ato sexual e engravidado a menina.

Assembleia para todos - junho-19

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Vídeo - PRF encontra mais de meia tonelada de drogas em fundo falso de caminhão
Polícia
Adolescente é apreendido após agredir a mãe
Polícia
Delegacia de Aquidauana tem nova titular após prisão de delegado
Política
Coronel David defende Bolsonaro sobre decisão da demarcação de terras indígenas
Polícia
Helder Molina, o “Dom Molina”, morre em Campo Grande
Polícia
Garoto tem cabeça esmagada por caminhão boiadeiro
Polícia
PF realiza operação em casas de apoio a facções criminosas da capital
Polícia
Dupla fica ferida ao capotar caminhonete carregada de maquiagem
Polícia
Homem é atendido com faca cravada no crânio em MS
Polícia
Vídeo – ex-policial é executado no estacionamento do Shopping China

Mais Lidas

Geral
Sorteio dos 602 apartamentos será transmitido pela internet
Polícia
Helder Molina, o “Dom Molina”, morre em Campo Grande
Polícia
Garoto tem cabeça esmagada por caminhão boiadeiro
Internacional
Foto de pai e filha afogados na fronteira mexicana retrata crise migratória