Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Política

Em Bonito, Nelsinho defendeu novos projetos ambientais para o país

O parlamentar de MS participou do Curso Nacional do Direito da Flora

16 setembro 2019 - 16h56Mauro Silva, com informações da assessoria

O senador, Nelsinho Trad (PSD/MS), palestrou na Conferência da Carta Magna no último sábado (14), durante o Terceiro Curso Nacional do Direito da Flora, em Bonito, para desembargadores, juízes federais e estaduais do país.

Em uma hora, o senador falou sobre as ações do Senado e da Câmara dos Deputados em relação a atuação das comissões temáticas para tratar o meio ambiente, como agentes fiscalizadores por meio de audiências públicas para investigar denúncias, citou o debate sobre a situação de Bonito entre autoridades e ambientalistas e comentou sobre o cenário da Floresta Amazônica.

No evento, organizado pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) com apoio do Tribunal de Justiça de MS, por meio da Escola Judicial de MS (Ejud-MS), o parlamentar ministrou sobre o Congresso Nacional e as Florestas. "É uma honra falar com um grupo tão seleto em Bonito, no nosso santuário ecológico. Segundo o desembargador Júlio Siqueira, pela primeira vez Mato Grosso do Sul faz um evento dessa magnitude", disse o senador.

Projetos desenvolvidos em Campo Grande

Ao relatar sobre o desenvolvimento de uma política ambiental no Brasil, Nelsinho exemplificou projetos adotados em Campo Grande durante sua gestão como prefeito. Entre eles, citou a criação da Lei Complementar Municipal 184 de 2011, que definiu o Plano Diretor de Arborização Urbana do Município de Campo Grande, a urbanização dos vales e a política de resíduos sólidos.  “Campo Grande é a oitava no País  que menos gasta com aterro”, apontou no demonstrativo do gráfico do relatório do SNIS de 2017.

Após a palestra do senador, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Antonio Herman Benjamin (diretor-geral da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados) parabenizou o parlamentar. “Eu pedi ao senador para não se concentrar só com a Amazônia, 80% vivem na cidade e, se não olharmos a questão urbana, deixamos de estudar como realmente preservar. O senhor está de parabéns, porque todos nós que chegamos em Campo Grande, ficamos admirados com a beleza da Capital de Mato Grosso do Sul, que se parece com Singapura”, comparou o ministro.

Também participaram da palestra: os desembargadores Júlio Roberto Siqueira Cardoso, diretor-geral da Escola Judicial de MS; e José Lunardelli, diretor da Escola de Magistrados da Justiça Federal da 3ª Região (EMAG), e dezenas de desembargadores e juízes federais e estaduais. “O curso possibilitou aos participantes a identificação e a análise de aspectos jurídicos, científicos e práticos da legislação ambiental, especialmente quanto às leis de Política Nacional do Meio Ambiente e dos Crimes Ambientais, ao Sistema Nacional de Unidades de Conservação, e à tutela da Floresta Amazônica e do Cerrado”, comentou o desembargador Júlio Siqueira.?

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Prefeitos querem adiar eleições municipais para 2022
Política
"Fui gado, comi capim", diz deputado ex-bolsonarista
Política
Coronel David pede para PM intensificar ronda no Guanandi
Política
Fabio Trad sai em defesa de Bonner; “ataques contra a democracia são no varejo mais”
Política
Roberto Jefferson promete parar José Dirceu "na bala"
Política
Ajuda: MS envia 4,3 mil medicamentos ao Amapá
Política
Weintraub terá que explicar ao Senado ataques ao STF
Política
Ajuda federal: Marquinhos pede que Bolsonaro cumpra o combinado
Política
Moro defende apuração de 'circunstâncias anormais' da exoneração de Valeixo
Política
Por "divergências" no PSL, Contar pede desfiliação da sigla

Mais Lidas

Política
Prefeitos querem adiar eleições municipais para 2022
Geral
Ipê é oficialmente árvore símbolo do Estado
Justiça
“Quem desvia dinheiro público em meio à pandemia, é sociopata”, diz procurador-geral
Política
"Fui gado, comi capim", diz deputado ex-bolsonarista