Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Sebrae/mulher
Saúde

“Rastrear” é aposta para barrar o avanço do coronavírus em MS

Com aplicativo, Estado quer ser referência no rastreamento da doença

28 setembro 2020 - 18h14Matheus Rondon

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, oficializou nesta segunda-feira (28) o Programa Rastrear (Sistema de Monitoramento e Rastreio de Contatos COVID19), que se trata de uma aplicação desenvolvida como uma medida a mais para monitorar e rastrear os casos coronavírus, tanto de suspeitos, como confirmados.

O aplicativo tem como objetivo mapear a doença e reduzi-la, nas cidades do interior e na capital, diminuindo assim a propagação. O sistema deve auxiliar os profissionais da atenção primária à saúde e vigilâncias epidemiológicas municipais. “Jogamos nossa expectativa que o rastrear vai ser um instrumento valioso para fazer um declínio da doença em MS”, salienta.

“É um monitoramento rigoroso, a procura de quebrar a cadeia de transmissão do coronavírus em Mato Grosso do Sul, a nossa taxa de contagio está persistindo e se mantendo a muitos dias, muito maior do que gostaríamos de atingir”, explica.

O secretário afirmou ainda que o pessoal da informática construiu junto à Organização Pan-Americana da Saúde, o instrumento que está disponível para cada município, assim o município pode fazer um monitoramento rigoroso do caso positivo, através de contato telefônico, assim podendo fazer um rastreamento dos contatos que esse caso positivo teve.

Segundo o secretário, o acompanhamento será rotineiro e com o auxilio da plataforma será possível ver os casos da manhã, tarde e noite, possibilitando um olhar fino no rastreamento. “Com essa ferramenta, poderemos verificar se cada caso está sendo monitorado, desde a pequenina cidade do interior, até os bairros de Campo Grande”, explica.

“Há uma persistência de casos novos hoje, mais de 600, nós temos ai cerca de 400 a 500 internações nas últimas semanas, de 12 a 13 mortes por dia, média móvel, não queremos que isso continue acontecendo, me parece que a população acredita que tudo voltou ao normal, mas nós não temos normalidade alguma, temos uma doença presente”, alerta.

CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
MS registra 6 óbitos e mais 350 casos novos de coronavírus
Saúde
Três UPA's atendem com pediatra durante o dia na capital
Saúde
Morre voluntário que estava testando a vacina de Oxford no Brasil
Saúde
Adolescente de 15 anos morre de coronavírus na capital
Saúde
Nesta manhã, 15 pediatras e 50 clínicos atendem nas UPAs da capital
Saúde
MS tem 92,7% de infectados com coronavírus recuperados
Saúde
Quinze pediatras atenderão nas UPAs da capital nesta manhã
Saúde
Gata é o primeiro animal a testar positivo para Covid-19 no Brasil
Saúde
Campo Grande passa dos 34 mil infectados pelo coronavírus; já são 642 óbitos
Saúde
Unidades de saúde contam com 49 médicos atendendo nesta manhã

Mais Lidas

Economia
Procon Estadual tem atendimento especializado para superendividados
Brasil
Senador que morreu de coronavírus minimizava a doença
Educação
Governo faz regulamento para renegociação de dívidas com o Fies
Polícia
Família é amarrada com lençóis, fios e coleira de cachorro em roubo de carros em MS