Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Saúde

Segundo governo e pesquisadores, vacina de HPV não tem problemas

Mais de US$ 300 milhões foram gastos em todo o mundo para examinar a eficácia da vacina contra o HPV

01 dezembro 2019 - 09h46Marya Eduarda Lobo, com informações da Agência Brasil

O Ministério da Saúde defendeu o resultado da avaliação de uma equipe de médicos da Universidade de São Paulo (USP) sobre o caso de reações adversas a vacinas contra HPV em jovens no Acre. Segundo os profissionais, os pacientes tiveram uma crise “psicogênica”, e não um problema em decorrência da substância aplicada na imunização.

 Mais de 80 jovens apresentaram diversos sintomas após tomar a vacina, dando origem a suspeitas disseminadas em redes sociais.

A apresentação ocorreu nessa semana, em Rio Branco, e contou com a presença de representantes da Secretaria de Saúde, do Ministério Público e da Assembleia Legislativa do estado

Os sintomas teriam emergido em razão de um conjunto de fatores, desde o receio em relação à própria vacina até condições socioeconômicas. A crise se espraiou entre as pessoas da região.

O médico da USP, Renato Luiz Marchetti disse, ‘’ O fator estressante emocional é a vacinação. Não apenas o ato da vacinação, mas a crença compartilhada por aquele grupo de que a vacina pode ser perigosa. Essa apreensão provoca nas pessoas que já são vulneráveis o surgimento dos sintomas, que são agravados por estímulos que vão reforçando a ocorrência das crises’’.

A consultora da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) Maria Teresa da Costa ressaltou que mais de US$ 300 milhões foram gastos em todo o mundo para examinar a eficácia da vacina contra o HPV, que atestaram o caráter seguro dela. Os eventos que ela pode produzir, acrescentou, são locais e de resolução espontânea, como dores, febre e mal estar localizados.

O representante do Ministério da Saúde no evento, Júlio Groda, reforçou a análise da equipe médica e criticou a suspeição sobre o diagnóstico. Ele lembrou que o órgão possui um canal para fornecer esclarecimentos sobre notícias falsas acerca de temas sobre saúde. O canal pode ser acessado tanto site quanto pelo Whatsapp, no número (61) 9 9289-4640.

Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Confira quais unidades de saúde vai ter pediatras neste domingo em Campo Grande
Saúde
Média de mortes por covid-19 cai 10,35% em uma semana no Brasil
Saúde
Capital registra mais 8 óbitos por coronavírus e tem 282 novos infectados
Saúde
Reflexos do feriadão: MS tem "aumento significativo das internações", diz secretário
Saúde
Três UPA's atendem com 15 pediatras nesta manhã; confira a escala médica
Saúde
Vacina chinesa será distribuída na América do Sul por laboratório e Butantan
Saúde
MS registra 13 novos de coronavírus; infecções foram 815
Saúde
Pessoas infectadas com Covid-19 serão rastreadas no MS
Saúde
Três UPAs atendem com pediatras nesta manhã; veja onde encontrá-los
Saúde
Santa Casa recorre ao CRM contra colapso

Mais Lidas

Polícia
Assaltante é descoberto e espancado por populares
Geral
Empresário morre após perder controle do carro na MS-276 e colidir contra uma árvore
Política
Após polêmica, Siqueira anuncia que é candidato a prefeito de Campo Grande
Polícia
Homem é executado a tiros enquanto dançava com a irmã