Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Cultura

Festival de Inverno de Bonito amplia espaços, atrações e celebra Manoel de Barros

12 julho 2012 - 10h16Edemir Rodrigues

Este ano, o 13º Festival de Inverno de Bonito ampliou os espaços para público devido ao aumento de visitantes a cada edição. O palco Fala Bonito terá o dobro de apresentações, com artistas de Mato Grosso do Sul e do Brasil. O pavilhão das Artes abrirá espaço para um lounge interativo na Rua Pilad Rebuá, com sofás, plantas e poemas de Manoel de Barros.

As primeiras atrações confirmadas para o 13º Festival de Inverno de Bonito foram os artistas do estado selecionados pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul: Karina Marques, Jerry Espíndola e Beatles Maníacos, na quinta-feira, 26 de julho; banda Naip, na sexta, 27 de julho e Maria Cláudia e Marcos Mendes no sábado, 28 de julho. Eles se apresentam no Palco Fala Bonito.

Os selecionados na área de dança, teatro e circo se apresentam no Palco das Águas, que também fica na Praça da Liberdade: "Maria, Madalena", espetáculo de dança do Conectivo Corpomancia e “Os Corcundas”, peça teatral do Circo do Mato, se apresentam na quinta (26 de julho); na sexta (27 de julho) a Cia. Isa Yasmin de Dança apresenta o espetáculo “Dançar, Pulsar”; no sábado (28 de julho) é a vez do Teatro Imaginário Maracangalha com a peça “Tekoha Ritual de vida e morte do Deus pequeno”.

Os artistas nacionais se apresentam tanto no Palco Fala Bonito quanto na Grande Tenda, maior espaço de apresentações do Festival de Inverno: no dia 25 (quarta) as atrações são Sérgio Reis (Fala Bonito) e Alcione (Grande Tenda); dia 26 (quinta) é a vez de Maria Rita (Grande Tenda); 27 de julho (sexta) se apresentam Nando Reis (Fala Bonito) e Monobloco (Grande Tenda); no sábado, 28 de julho, encerram a noite Roberta Sá (Fala Bonito) e O Rappa (Grande Tenda).

Manoel de Barros
O túnel temático do Festival de Inverno de Bonito de 2012 faz justa homenagem a um dos maiores poetas contemporâneos: Manoel de Barros. Se em edições anteriores o evento abordou temas como a terra, as águas, a fauna e a flora pantaneira, dessa vez a poesia ganha o espaço para que o público visitante possa “sonhar acordado”, percorrendo um espaço mágico, de sonhos, lúdico e poético, como se navegasse em um cosmo imaginário.

Ele não será apenas um túnel contemplativo. O visitante não passará imune ao conteúdo que recheia esse espaço, repleto de poemas, desenhos e informações do universo mágico e profundo do poeta.

São 100 metros de comprimento formados por uma estrutura em forro e madeira com 4,50m de altura por 7,0m de largura, em módulos a cada 5,0m. Nessa estrutura, com tecidos e vinis, serão montados flocos que se assemelham a nuvens e instalados 20 painéis com impressões de poemas e desenhos do poeta Manoel de Barros.

Todas as Artes
A exposição de Artes Plásticas contará com obras do paulistano Claudio Tozzi, que utiliza ícones visuais – parafusos, escadas, fragmentos de objetos, símbolos tropicais, espaços urbanos etc. – e os desconstrói, captando seus aspectos essenciais, revelando-se, desta forma, artista de elevado rigor formal, cuja obra transita por vertentes construtivas e conceituais.

A Galeria do Festival contará ainda com as mostras "Empapelando", instalação-interação e oficina de papel da artista plástica Fernanda Castanho e "Queda D'água", instalação e oficina de brinquedos com sucata, da arte-educadora Léo Stinghen.

Já a Galeria Bonito apresenta um panorama da produção artística produzida na cidade, com as artistas convidadas Alessandra Mastrogiovanni, Lenice Rocha e Neide Martins.

O auditório Kadweu, no Centro de Convenções de Bonito, será o palco das exibições de cinema e das oficinas de fotografia gratuitas, tudo organizado pela Fundação de Cultura. Diariamente será disponibilizado o Trenzinho, que levará o público até o local, gratuitamente.

A mostra da videomaker Gabi Dias contará com 25 curtas; já a mostra do FICA - Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental contará com 7 exibições; a Mostra Manoel de Barros terá dois filmes apresentados e a mostra RUA - Registros Urbanos Audiovisuais, com videomakers diversos do estado, terá 22 exibições.

Nas ruas e praças a arte permanece ativa. Durante o 13º Festival de Inverno de Bonito artistas de rua prometem encantar o público levando espetáculos que interagem com as pessoas e apresentam a criatividade artística aliada à diversão. As performances não têm lugar certo para acontecer, estão programadas em vários pontos e podem acontecer simultaneamente com outras programações.

Mais espaços
O Pavilhão das Artes continua sendo o centro de integração do Festival. Com venda de artesanato, livraria, stands institucionais e pontos de encontro, abriga também trabalhos de artistas de Mato Grosso do Sul e até mesmo de fora do país.

O Ecocriança é o espaço voltado para as crianças do Festival. O objetivo é desenvolver o gosto pela leitura e a produção literária e plástica utilizando a literatura regional também como um meio de fortalecer a conscientização ambiental através de oficinas práticas, estimulando no público infantil o interesse por atividades culturais.

Via Notícias MS

Terra Benta

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Cidade
Vídeo - Famílias perdem tudo em incêndio Noroeste; saiba como ajudar
Cidade
Ação une irmãs do MT e MS em prol de animais do Pantanal
Justiça
Acusado de matar a tia com 24 facadas é condenado a 8 anos de prisão
Polícia
PMA autua pecuarista em R$ 10 mil por animais silvestres em cativeiro