Menu
Busca terça, 19 de março de 2019
(67) 99647-9098
Esportes

Fla soma o sexto jogo sem vencer

05 setembro 2011 - 08h39Ivo Gonzalez

O Flamengo vai completar um mês sem vencer. Sem Ronaldinho Gaúcho, que está na seleção brasileira, o time de Vanderlei Luxemburgo teve uma atuação apática e completou seis jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro ao perder para o Bahia por 3 a 1, no Engenhão. Desde o dia 6 de agosto, quando venceu o Coritiba por 1 a 0, que o Fla não consegue uma vitória no Brasileirão. São três empates e três derrotas. Apenas três pontos conquistados em 18 disputados e a liderança ainda distante .

Além da má fase, o Fla deixou a sua torcida preocupada pela péssima atuação contra o Bahia, que luta contra o rebaixamento. Sem Ronaldinho, cabia a Thiago Neves e Bottinelli serem os responsáveis pela criação de jogadas para o ataque formado por Deivid e Jael. Mas os dois estiveram muito mal em campo enquanto a dupla de ataque não se entendeu, terminando a partida sem sequer finalizar para o gol.

ENQUETE: Quem é o melhor jogador do Brasileirão? Vote

TEMPO REAL: A derrota rubro-negra no lance a lance

A vitória só não foi tão ruim para os rubro-negros porque o time conseguiu se manter na quinta posição, agora três pontos a frente do Palmeiras, que empatou com o Cruzeiro por 1 a 1 . A distância de quatro pontos para o Corinthians e adversário da próxima rodada, na quarta-feira, também se manteve porque o líder foi derrotado pelo Coritiba no Couto Pereira .

Com um time em campo formado por muitos nomes conhecidos do futebol carioca - Titi (ex-Vasco), Jancarlos (ex-Fluminense), Fabinho (ex-Fla e Flu), Fahel (ex-Botafogo), Carlos Alberto (ex-Flu, Vasco e Botafogo), Reinaldo (ex-Fla e Botafogo) e Souza (ex-Vasco e Flamengo) -, o Bahia se sentiu em casa no Engenhão e construiu uma vitória importante que o afasta da zona de rebaixamento e deixa a situação um pouco melhor para a chegada de Joel Santana, recém-demitido do Cruzeiro, e que vai assumir o clube.

Jogo de baixo nível técnico

Flamengo e Bahia fizeram um jogo muito ruim. Iniciaram a partida em marcha lenta, com poucas finalizações e muitos passes errados (foram 17 apenas nos 17 primeiros minutos).

Em campo, o Fla tinha algumas alterações forçadas, como a ausência de Ronaldinho, e outras por opção do técnico Vanderlei Luxemburgo. Caso da barração do zagueiro Welliton para a entrada de Ronaldo Angelim, que fez dupla com Gustavo.

A alteração não ajudou muito a melhorar o time rubro-negro que levou dois gols em falhas da sua defesa. Aos 22, Ricardinho cobrou escanteio na área e ninguém marcou o zagueiro Titi, que dominou e bateu de esquerda para abrir o placar.

Sete minutos depois, o Flamengo chegou ao empate numa cobrança de falta de Renato Abreu que desviou na barreira, enganando o goleiro Tiago. Foi um dos poucos chutes do Fla na direção do gol.

Mas a torcida rubro-negra não teria muito tempo para comemorar. Aos 33, Dodô recebeu em velocidade na área e não foi sequer incomodado no seu avanço que só terminaria com a bola na rede após um chute na saída do goleiro Felipe.

Enquanto Thiago Neves e Bottinelli não se encontravam em campo, o Bahia fazia o terceiro no final do primeiro tempo. Após a bola jogada na área, Carlos Alberto finalizou, Felipe deu rebote e, na sequência, Souza, de cabeça, fez o terceiro.

- Tomamos dois gols de bola parada que não podemos tomar. Time que quer brigar para ser campeão não pode tomar estes gols - criticou o lateral-esquerdo Júnior César.

Luxemburgo faz três mudanças de uma vez

Precisando do resultado, o Flamengo voltou para a etapa final com um pouco mais de disposição e obrigando o goleiro Tiago a fazer duas grandes defesas. A primeira foi numa cabeçada de Renato Abreu e a segunda num chute forte de fora da área de Júnior César.

Mas logo Luxemburgo percebeu que o seu time foi diminuindo o ritmo. Foi quando ele fez três alterações de uma vez colocando Negueba, Diego Maurício e Fierro nos lugares de Bottinelli, Deivid e Leonardo Moura.

Com as mudanças, o Flamengo ficou mais presente no ataque, mas o Bahia foi quem levou perigo num chute de Jones, aos 19, que Felipe defendeu.

Enquanto o Flamengo já não se encontrava mais, o Bahia perdia a chance de construir uma goleada aos 38. Júnior recebeu na área, deu um lençol em Gustavo e chutou forte. Felipe evitou o pior e manteve o placar de 3 a 1 inalterado.

Flamengo 1 x 3 Bahia

Local: Engenhão

Árbitro: Alicio Penna Júnior (MG)

Cartões Amarelos: Carlos Alberto, Fabinho, Ricardinho, Reinaldo e Tiago (Bahia) e Renato Abreu, Ronaldo Angelim e Gustavo (Flamengo)

Gols: Titi aos 22, Dodô aos 33 e Souza aos 46 minutos do primeiro tempo para o Bahia e Renato Abreu aos 29 minutos do primeiro tempo para o Flamengo

Flamengo: Felipe, Leonardo Moura (Fierro), Ronaldo Angelim, Gustavo e Júnior César; Willians, Renato Abreu, Bottinelli (Negueba) e Thiago Neves; Deivid (Diego Maurício) e Jael. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Bahia: Tiago, Jancarlos, Paulo Miranda, Titi e Dodô; Fabinho, Fahel, Carlos Alberto (Diones) e Ricardinho; Reinaldo (Jones) e Souza (Júnior). Técnico: Eduardo Barroca.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Brasil quer sediar Copa do Mundo em 2023
Esportes
Inscrições para Desafio Fort 2019 seguem abertas neste sábado
Esportes
Adriano Imperador terá dois filmes sobre a sua vida
Esportes
Ex-presidente do Vasco, Eurico Miranda morre aos 74 anos
Esportes
Zidane volta a ser o técnico do Real Madri
Esportes
Três mil pessoas participaram da "Corrida da Paz", em Campo Grande
Esportes
David Neres é convocado por Tite após lesão de Vinícius Júnior
Esportes
Real Madrid prepara oferta surreal de R$ 1,5 bilhão por Neymar
Esportes
Inscrições para a 12ª Edição da Corrida e Caminhada Feminina termina hoje
Esportes
Após alagamento, sede do São Paulo fecha por 30 dias para reparos

Mais Lidas

Polícia
Mistério: adolescentes desaparecem a caminho da escola
Polícia
Menina de dez anos se mata com arma do pai, em São Paulo
Polícia
Sul-mato-grossense e namorado morrem em acidente em Porto Alegre
Geral
Fazendeiro morre após bater moto contra placa de sinalização