Menu
Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Geral

Moradores fazem mobilização contra o aumento excessivo na energia, em Ponta Porã

Energisa informou em nota que "não é um aumento abusivo e sim uma variação de consumo por causa das altas temperaturas"

23 janeiro 2019 - 14h57Da redação com Porã News    atualizado em 23/01/2019 às 15h28

Moradores do município de Ponta Porã realizaram uma mobilização na manhã desta quarta-feira (23) em frente ao Procon, contra supostos aumentos na conta de energia elétrica. Os principais problemas estariam nos aumentos dos serviços, na falta de informação sobre as taxas cobradas, a falta de explicações aos usuários que esperam uma revisão nos valores cobrados pela Energisa no estado.

O aumento na tarifa trouxe revolta para os moradores de todo estado de Mato Grosso do Sul, o ato contou com a presença do presidente, Arnaldo Escobar da OAB (Ordem dos Advogados de Ponta Porã), que relatou que “toda a manifestação é válida quando a pessoa se sinta prejudicada”.

“Estou instruindo, que realmente se deve notificar a Energisa, para que esta possa se explicar se realmente houve aumento de consumo ou de tarifa e em cima dessa questão, estaremos trabalhando para tentar ajudar a população”, disse Arnaldo Escobar.

A diretora do Proncon Claudia Bonato, manifestou que, sempre que o consumidor tiver alguma dúvida e não concordar com uma cobrança ou qualidade de um serviço, seja ele qual for, deve imediatamente procurar o Proncon e registrar a sua reclamação que sera analisada e dado o encaminhamento necessário.

O deputado federal Ademar Vieira Júnior, o “Coringa”, do PSD, disse que a  Câmara Municipal de Campo Grande irá fazer reunião na manhã de sexta-feira (25), para tratar do assunto junto a representantes da empresa e que participação da população é fundamental.

Ontem (22), uma reunião entre os Procons municipais e estadual, a Decon e a Energisa, a concessionária que administra a distribuição de energia em Mato Grosso do Sul concordou parcelar as faturas dos consumidores em até quatro vezes.

A Energisa que informou em nota que "não é um aumento abusivo e sim uma variação de consumo por causa das altas temperaturas".

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Clientes relatam instabilidades no Nubank; banco alerta sobre avisos por SMS
Geral
Clientes relatam instabilidades no Nubank; banco alerta sobre avisos por SMS
Governo Federal autoriza Força Nacional atuar em conflitos fundiários em MS
Interior
Governo Federal autoriza Força Nacional atuar em conflitos fundiários em MS
Imagem Ilustrativa -
Brasil
STJ reafirma que uso de celular por preso em trabalho externo não é falta grave
Ex-guarda civil municipal Marcelo Rios -
Geral
TJ afirma que jurisprudência permite julgamento remoto no caso Playboy da Mansão
Bilhete da Mega-Sena
Geral
Prêmio da Mega-Sena acumula de novo e sobe para R$ 47 milhões
Projeto - HMCG
Saúde
Juiz dá 72 horas para prefeitura se manifestar sobre ação que tenta 'barrar' hospital
Foto: Setesc
Geral
Fundação de Cultura realiza as "Férias na Biblioteca" no sábado
Conselheiro Jerson Domingos -
Justiça
Ação penal da Operação Omertà contra Jerson Domingos vai ao STJ
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 17/07/2024
Geral
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 17/07/2024
Conciliação de precatórios do TJMS gera R$ 2,1 milhões em acordos
Justiça
Conciliação de precatórios do TJMS gera R$ 2,1 milhões em acordos

Mais Lidas

Casa da Mulher Brasileira, a Deam
Polícia
Miojinho? Homem surta após 'g0zAr rápido' durante swing com esposa e amigos no Colúmbia
Próximos dias serão quentes
Clima
Até logo, frio! Temperaturas voltam a subir e Capital deve registrar 30ºC esta semana
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Polícia
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Tempo amanheceu bem nublado e frio em Campo Grande
Clima
Frio continua pela manhã e máximas começam a subir em MS