Menu
Busca sexta, 05 de março de 2021
(67) 99647-9098
Geral

Naufrágio de barco de migrantes na Líbia deixa 150 desaparecidos

Por volta de 150 pessoas foram resgatadas após o incidente

26 julho 2019 - 11h56Priscilla Porangaba, com informações da Agência Brasil

Mais de 100 migrantes, incluindo mulheres e crianças, desapareceram após o naufrágio nessa quinta-feira(25) de uma embarcação na costa da Líbia, na pior tragédia no Mar Mediterrâneo deste ano, informou a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

A embarcação tinha partido da cidade líbia de Al Khoms, a 120 quilômetros de Trípoli com destino à Europa. "Estimamos que 150 migrantes estejam potencialmente desaparecidos e morreram no mar. Entre os mortos há mulheres e crianças", afirmou o porta-voz do Acnur, Charlie Yaxley, acrescentando que para cada seis pessoas que chegam à Europa, uma morre no caminho.

Segundo a agência da Organização das Nações Unidas (ONU), 145 pessoas foram resgatadas pela Guarda Costeira da Líbia e levadas outra vez ao país, onde receberam ajuda médica e humanitária da organização. Os sobreviventes relataram que havia ainda cerca de 150 pessoas desaparecidas.

O Comitê Internacional de Resgate disse que a tragédia é um duro lembrete para a crise humanitária que atinge a Líbia e para a necessidade da retomada de missões de busca e salvamento no Mediterrâneo.

De acordo com o último relatório da Organização Internacional para as Migrações, 426 pessoas morreram no mar neste ano tentando chegar à Europa e outras 3.750 foram transferidas a centros de detenção na Líbia.

Após a revolta que derrubou o ditador de longa data Muammar Kadafi em 2011, a Líbia se tornou uma das principais portas de saída da África para migrantes que buscam uma vida melhor na Europa. Traficantes e grupos armados têm explorado o caos no país e são acusados por diversos abusos praticados contra migrantes, como tortura e rapto para obter resgate.

O diretor para a Líbia do Comitê Internacional de Resgate, Thomas Garofalo, pediu para que migrantes capturados no mar não sejam enviados novamente ao país.

No início desta semana, a guarda costeira líbia interceptou mais de 30 pessoas e as levou para um centro de migrantes próximo a Trípoli, onde um bombardeio no início do mês deixou mais de 50 mortos. Cerca de 200 migrantes continuam detidos no local, que fica próximo a uma frente de batalha de grupos rivais que disputam o poder no país.

Peniel - amigos da pizza

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
AO VIVO: Motoristas de aplicativo fazem manifestação em frente a governadoria
Geral
Possível ultrapassagem teria causado acidente que acabou na morte de empresário na BR-060
Geral
Nova eleição em Sidrolândia será dia 11 de abril
Geral
Número de CNH's emitidas pela internet dobrou no último ano
Geral
Apostador de Curitiba leva sozinho o prêmio da Mega-Sena
Geral
Senado voltará a ter sessões exclusivamente virtuais
Geral
Vídeo: Homem com covid é preso após contaminar maçanetas de carros
Geral
Itaú demite 50 funcionários por pedirem auxílio de forma indevida
Geral
Projeto prevê política pública de combate ao sexismo institucional
Geral
WhatsApp inclui chamadas de voz e vídeo por computador; saiba como

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio