Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Topo
Geral

Trabalho de estudantes de MS contra violência doméstica e feminicídio ganha tela na TVE Cultura

Alunos da extensão de Águas de Miranda da E. E. Bonifácio Camargo Gomes encenaram e produziram vídeo que aborda o impacto das agressões

17 agosto 2019 - 16h12Priscilla Porangaba, com informações da assessoria

Um trabalho de estudantes do Ensino Médio da extensão da Escola Estadual Bonifácio Camargo Gomes, no distrito de Águas de Miranda, transformou-se em uma chamada para conscientizar a sociedade sobre o drama da violência doméstica.

Sendo produzido e encenado pelos estudantes, o vídeo foi preparado para o projeto Família na Escola e, hoje, é veiculado durante a grade de programação da TVE Cultura.

“Decidimos fazer um dia diferente que, seguindo o calendário escolar, trabalharia o Família na Escola”, explicou Jaqueline Aparecida Lopes, professora e secretária de direção do BCG –como a escola é conhecida. Ela foi a responsável por definir os temas que seriam trabalhados no projeto: estudantes do 1º ao 5º ano do Fundamental abordariam o bullying e o respeito aos colegas; os do 6º ao 9º falariam da violência e dos perigos da internet, “para alertar os pais sobre o que os filhos podem fazer no mundo virtual”.

Já os estudantes do ensino médio ficaram incumbidos de abordar a violência doméstica e o feminicídio que, em março deste ano, foi tema de discussões sobre uma Proposta de Emenda à (PEC) que aumenta as penas dos autores.

Enquanto os estudantes do 1º ano do ensino médio fizeram leituras sobre os contextos e as leis, os alunos do 2º produziram uma apresentação teatral sobre o tema. “Para o 3º, levamos a proposta de que fizessem um vídeo. Os professores trabalharam os temas em sala, apresentando todas as informações possíveis, e deixamos os alunos à vontade para criar”, explicou Jaqueline.

O resultado final foi interpretado pelas alunas Mariely, Alícia, Amanda e Tailiene, com roteiro e edição do também estudante Lucas Henrique. “Como as gravações foram feitas à noite, e não tem transporte, contamos com colegas de outras turmas”, emendou a professora.

No vídeo, em uma narrativa densa, as alunas falam sobre agressões verbais, emocionais e físicas de companheiros às mulheres, reforçando a importância de se denunciar tais casos ao 180 –veja o material ao final deste texto.

A gravação, após ser apresentada na escola, circulou redes sociais. E, recentemente, voltou a ser veiculado, em meio ao encontro das mulheres da comunidade de Águas de Miranda com o grupo Mães de Bonito.

O material chegou ao conhecimento da direção da Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa (Fertel ) que, ao avalia-lo, considerou que a exibição seria positiva. “É algo que merece os parabéns à escola, aos professores e, principalmente, os alunos do BCG.

Os estudantes mostraram sensibilidade e tratam de forma série um tema que precisa ser constantemente escancarado. A violência é inaceitável, a agressão contra as mulheres, mães, filhas, é intolerável”, afirmou o diretor-presidente da instituição, Bosco Martins.

O vídeo passou a ser exibido em intervalos da TVE Cultura, “como uma forma de valorizarmos o trabalho desses jovens e cumprirmos nosso dever social de reforçar o enfrentamento à violência doméstica e ao feminicídio”, complementou Bosco.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Odontologia e harmonização orofacial terão live daqui a pouco
Geral
Vídeo de "barulho estranho no céu" assusta e intriga internautas
Geral
Coronavírus: DF e mais 4 estados podem ter "aceleração descontrolada" de casos
Geral
Caixa lançará aplicativo para cadastro em renda emergencial na terça
Geral
Coronavírus: Casais só poderão se divorciar em junho na Rússia
Geral
Ajude a encontrá-la: Letícia Praeiro sumiu há dois dias no Cohab
Geral
Uems realizará campanha de doações à famílias vulneráveis
Geral
Detran muda calendário e prorroga o vencimento da taxa de licenciamento
Geral
Você viu Reinaldo? Idoso desapareceu de casa há cinco dias
Geral
Mistura de arroz com feijão na mesa dos brasileiros cai 40% em 15 anos

Mais Lidas

Polícia
Após tentar assaltar jovem em ponto, ladrão é amarrado em poste na capital
Economia
Empresas reclamam de dificuldades para prorrogar dívidas
Geral
Odontologia e harmonização orofacial terão live daqui a pouco
Geral
Vídeo de "barulho estranho no céu" assusta e intriga internautas