Menu
Busca quinta, 17 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Justiça

Fundo Municipal de Assistência Social realiza audiência pública nesta segunda

O evento é uma forma de apresentar à sociedade a utilização dos valores de forma transparente

09 dezembro 2018 - 09h29Da Redação

A Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), convida os munícipes  para a Audiência Pública do Fundo Municipal de Assistência Social (FMAS), que será realizada na segunda-feira (10), às 13h30, no auditório do Instituto Mirim, localizado na Av. Fábio Zahran, 6000.

A audiência é uma forma de apresentar à sociedade a utilização dos recursos públicos transferidos pelo Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através da Secretaria do Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (SEDHAST), recursos de investimento social e próprios do Município, diretamente alocados no Fundo Municipal de Assistência Social e conduzidos para o investimento e/ou custeio das ações de Proteção Social Básica e Especial das Unidades Públicas e Privadas.

Esse evento atende aos requisitos de uma gestão transparente e democrática, sendo de responsabilidade dos entes federados tornarem público o dispêndio dos recursos financeiros destinados à execução dos serviços, programas, projetos e benefícios da assistência social, conforme Resolução CNAS nº 33, de 12 de dezembro de 2012, a qual dispõe sobre a Norma Operacional Básica do Sistema Único de Assistência Social – NOB/SUAS, em seu Art. 12, inciso XIV. Considera-se também a Deliberação CEAS/MS nº 003, de 09 de Fevereiro de 2018, que dispõe sobre a Sistemática de Cofinanciamento do Fundo Estadual de Assistência Social para o exercício de 2018 e define que os municípios contemplados com o cofinanciamento do FEAS deverão realizar audiência pública.

Os repasses dos recursos foi por meio do Plano de Ação e de Critérios para o cofinanciamento, aprovados pelo Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), para o atendimento da Gestão, Proteção Social Básica e Proteção Social Especial, sendo contemplados: 20 Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), dez Centros de Convivência, um Centro de Capacitação e Formação Profissional (CECAPRO), três Centros de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), um Centro de Referência Especializado de Assistência Social para a População em Situação de Rua (Centro POP), um Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante e População em situação de Rua (CETREMI), dois Residências Inclusivas, quatro Unidades de Acolhimento Institucional Municipais, um Centro – Dia de Referência para Pessoas com Deficiência em situação de Dependência e suas Famílias, além das 58 Organizações da Sociedade Civil cofinanciadas que compõem nossa Rede Socioassistencial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Votação sobre prisão em 2ª instância ficará para outra semana, diz Toffoli
Justiça
TJ mantém milícia presa e grupo deve seguir para presídio federal em Mossoró
Justiça
Taco com arame farpado vai para perícia
Justiça
Ministro notifica Bolsonaro a explicar acusação de queimadas às ONGs
Justiça
OAB recorre desição do CNJ sobre falta de igualdade entre os magistrados
Justiça
Projeto que agiliza divórcio de vítima de violência é aprovado na Câmara
Justiça
“Ostentação” de gerente da milícia, a preocupação do chefão, conheça o dia a dia do sub mundo
Justiça
AO VIVO – STF retoma discussão que pode mudar os rumos da Lava Jato
Justiça
“Desembargadores de merda”, gritava Jamil Name ao ser preso, diz Gaeco
Justiça
Sérgio Martins apresenta proposta para nova tabela de emolumentos

Mais Lidas

Geral
Vídeo - Léo Santana é barrado na Smart Fit da capital
Política
Sem André, MDB deve minguar em 2020
Polícia
Cansada de agressões, mulher mata e arranca o pênis do marido
Polícia
Homem comete triplo homicídio porque teriam zombado da "coragem" dele