Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Polícia

Homem é executado a tiros por pistoleiros na fronteira

A vítima estava sentado em uma cadeira quando recebeu os disparos e morreu no local

02 janeiro 2019 - 08h40Da Redação com Assessoria

Pistoleiros executaram um homem a tiros em frente a uma residência localizada na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com Ponta Porã.

A vitima foi identificado como Norberto Figueredo, 40 anos. Segundo o site Porã News, o crime aconteceu por volta das 22 horas de terça-feira (1º), após o homem chegar de bicicleta em uma casa localizada na rua Ricardo Poket, bairro Jardim Aurora, em Pedro Juan.

Ele estava sentado em uma cadeira quando os pistoleiros chegaram em um veiculo branco e, segundo testemunhas, realizaram 12 disparos de pistola calibre 9mm contra a vítima. Norberto morreu antes mesmos de receber atendimento médico.

Investigadores da Divisão de Homicídios e agentes da Policia Técnica apoiados pela promotora de Justiça Camila Rojas e pelo médico legista César Gonzalez estiveram no local colhendo evidências que possam identificar os autores e indicar a motivação do homicídio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Danos ao Rio da Prata serão reparados por produtores rurais
Polícia
Mais dois guardas municipais são presos na capital
Polícia
Ladrões roubam TV, mas antes comem chocolates em restaurante
Polícia
Homem é preso por estuprar sobrinha de nove anos
Polícia
PF “na cola” de ex-candidata a deputada por "fraudar prestação de contas"
Polícia
Homem bêbado pede para descansar e morre no sofá do vizinho
Polícia
Vídeo: PRF persegue e atira em traficante
Polícia
Massacre deixa seis mortos na fronteira
Polícia
Homem é preso após espancar companheira grávida
Polícia
Com quatro tiros na cabeça, adolescente morre em escola

Mais Lidas

Cidade
Restaurante Bamboo Sushi é autuado por cobrança excessiva
Polícia
Homem bêbado pede para descansar e morre no sofá do vizinho
Geral
Ciclista tem a cabeça esmagada por carreta em acidente
Geral
Marginal usa OLX para aplicar golpe com WhatsApp de anunciante