Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Polícia

Pai de bebê que morreu em parto improvisado teria sugerido aborto

Polícia de Dourados concluiu inquérito da causa da morte da criança

28 outubro 2019 - 17h56Sarah Chaves, com informações do Dourados News

O inquérito de investigação do caso do bebê que morreu durante parto improvisado foi concluído pela Polícia Civil de Dourados. O fato aconteceu dia 17 de outubro, a mãe, manicure de 21 anos, foi indiciada pelo óbito da criança e segue internada na ala psiquiátrica do Hospital Universitário da UFGD.

O pai do bebê, residente em outro município, teria incentivado o aborto da criança, se propondo inclusive a pagar o procedimento.

Conforme o delegado Wiston Ramão Albres Garcia, a mulher está acometida de depressão pós-parto. Essa condição, na avaliação do investigador, foi um dos fatores fundamentais para que a mãe acabasse provocando a morte do filho, nascido com 3,3 quilos.

“Segundo o que o médico prescreveu no laudo clínico, ela está acometida de depressão pós-parto. Ela está ‘fora do ar’. Ela alterna, lembra, não tive inclusive condições de interrogá-la. Ela agiu imbuída disso quando fez o que fez. Aos médicos ela disse que não tentou matar, tentou apenas cortar o cordão umbilical, mas é evidente que ela não agiu em juízo perfeito”, relatou o delegado.

Wiston explicou que no dia do fato ela foi autuada em flagrante por homicídio qualificado, com pena que pode chegar até 30 anos de detenção. A Justiça acatou, inclusive, o auto de flagrante. No entanto, por conta da avaliação realizada nos procedimentos de investigação, o caráter do crime foi alterado de acordo com a condição mental da mulher.

“Ela continua presa, o crime ocorreu, porém a pena desse tipo de crime, considerado semi-inculpável, é de dois a seis anos. Ela tinha uma consciência, mas não tinha. É como quem comete suicídio em um estado profundo de depressão”, explicou.

A manicure teria relatado em alguns momentos que acreditava não ser aceita pela família após a revelação da gestação. Ela conseguiu disfarçar a gravidez utilizando faixas. Há cerca de três meses a mãe da jovem teria desconfiado, mas ao ser questionada disse ter engordado de forma natural.

Pai da criança

O pai da criança, conforme apurou o 1° Distrito Policial, mora em outra cidade. Não foi possível identificá-lo. A investigação descobriu que a jovem teria tido um ou dois contatos com o homem e que após descobrir a gravidez foi rejeitada.

“Ele falou para ela que não iria assumir o filho, sugerindo que ela abortasse. Inclusive sugeriu a pagar o aborto, mas ela se negou e disse que levaria a gravidez até o fim”, afirmou o delegado.

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou a causa da morte por asfixia mecânica, causada pelo enforcamento com o cordão umbilical.

A mãe teria puxado com força o cordão na tentativa de arrebentá-lo, tirando também a placenta do interior do corpo dela, mas realizando o procedimento de forma inadequada, causou a morte da criança. O bebê chegou a nascer vivo, segundo o laudo.

Entenda o caso:

No dia 17/10 a manicure de 21 anos iniciou trabalho de parto no salão de beleza em que trabalha. Sozinha no local, ela foi para o banheiro onde passou pelo procedimento de forma improvisada.

Momentos depois, a proprietária do local chegou e foi chamada pela funcionária, que a encontrou naquele estado e acionou o Samu. Quando os socorristas chegaram, já encontraram a criança morta sem chances de recuperar os sinais vitais.

Agora o Ministério Público Estadual vai avaliar o relatório produzido pelo 1° Distrito Policial para conduzir a denúncia ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Operação piracema tem mais de 800 kg de pescado apreendido
Polícia
Mulher procura marido que desapareceu após deixá-la no hospital
Polícia
Onça morre atropelada e será usada em oficina de educação ambiental
Polícia
"Polícia aqui nóis mata", diz meliante antes de tentar fugir da PM
Polícia
Casal de idosos morre carbonizado após queda de raio
Polícia
Homem furta Carrefour e é abordado pela PM na saída do mercado
Polícia
Homem comete suícidio em assentamento
Polícia
Assaltantes invadem Subway próxima a UFMS
Polícia
Sem aceitar o fim da relação, homem mata ex na frente dos filhos
Polícia
PRF apreende carro de luxo e motorista vai embora de helicóptero particular

Mais Lidas

Cidade
Estacionamento do Shopping Campo Grande é autuado por irregularidades
Geral
Vídeo - Professor cai no chão após tentar dar aula bêbado
Geral
Governo pagará salários de servidores no sábado
Esportes
Águia Negra se mantém líder no campeonato sul-mato-grossense