Menu
Busca terça, 20 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Polícia

Polícia do RJ localiza cemitério clandestino de milícia

Corpos foram localizados em uma área rural de Queimados, na Baixada Fluminense

20 julho 2019 - 11h31Matheus Henrique, com informações da Agência Brasil

Um cemitério clandestino da milícia foi localizado nesta sexta-feira (19) por policiais da Delegacia de Homicídios no Rio de Janeiro. Dois corpos foram localizados em um poço artesiano em um sítio abandonado em Queimados, na Baixada Fluminense, as vítimas teriam sido assassinadas dentro de um carro encontrado ontem abandonado em um dos condomínios. Os corpos foram localizados no sítio durante a noite e retirados com o auxílio do Corpo de Bombeiros.

Segundo as investigações, eles teriam sido assassinados pelo grupo criminoso Caçadores de Ganso, que atua na região e foi alvo da Operação Hunter, realizada quinta-feira (18), em conjunto com o Ministério Público estadual. A ação teve como objetivo cumprir mandados de prisão e busca e apreensão contra integrantes da milícia que domina os condomínios do programa Minha Casa, Minha Vida. Até o momento 26 pessoas foram presas, entre elas o vereador e ex-secretário de Defesa Civil do município Davi Brasil Caetano.

Líder da milícia

O vereador Davi Brasil Caetano (Avante) é considerado pelo Ministério Público estadual como líder da milícia que age na região, principalmente em três condomínios do Minha Casa, Minha Vida, que são o Valdariosa, Ulysses Guimarães e Eldorado. O parlamentar, preso na ação também é policial militar reformado e foi investigado em 2017 pelo Ministério Público. Atualmente exercia o papel de liderança do grupo. Ele fazia a coordenação de todos os outros integrantes, inclusive foi responsável por expandir essa milícia que começou no condomínio Ulysses Guimarães.

A promotora de Justiça, Mariana Segadas, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), disse que Davi é apontado como líder da milícia conhecida como “Caçadores de Ganso”. Ele é acusado de vários homicídios e responsável pela exploração da atividade de distribuição clandestina de sinal de TV a cabo, além da venda de botijões de gás e de água mineral. A promotora disse também que o grupo inovou: qualquer morador que fosse fazer um churrasco era obrigado a comprar carne, linguiça, asa de frango e carvão também para a milícia, o chamado “kit churrasco”.

 

 

Prefeitura - Niver CG

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Antes de suicídio, PM desabafa em carta de despedida
Polícia
Rapaz de 18 anos é preso após dormir com namorada de 11 anos
Polícia
Homem é preso por furto de carro, joias e eletrônicos
Polícia
Cão da Polícia Militar encontra 7kg de haxixe em mala de viagem
Polícia
PRF prende mulher com 50 cápsulas de cocaína no estômago em MS
Polícia
Homem agride policial após ser abordado com cocaína
Polícia
Sequestrador que fazia reféns em ônibus é morto pela polícia
Polícia
Homem sequestra ônibus e faz reféns na manhã desta terça
Polícia
Vídeo - "brigões" são retirados de festa e entram em pancadaria com seguranças
Polícia
Vídeo - Mulher é espancada após flagrar marido beijando funcionária

Mais Lidas

Brasil
Vídeo mostra enfermeiro dando tapa na cara de paciente em UPA
Geral
Servidor público comete suicídio com cinto
Polícia
Ossada de desaparecido há um ano, é encontrada e reconhecida por família
Polícia
Vídeo - Mulher é espancada após flagrar marido beijando funcionária