Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Polícia

PRF prende mulher com 50 cápsulas de cocaína no estômago em MS

A jovem de 24 anos receberia R$ 10 mil pelo transporte de Bolívia até a Roma

20 agosto 2019 - 11h15Priscilla Porangaba, com informações da PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu uma mulher que havia ingerido 50 cápsulas de cocaína nessa segunda-feira (19), em Corumbá (MS).

Durante fiscalizações no km 767 da BR 262, a equipe abordou um ônibus de viagem que seguia sentido à capital. A jovem de 24 anos, moradora de Diadema (SP), ficou nervosa com a abordagem.

Os militares suspeitaram que a jovem estaria transportando drogas em seu estômago. Ela foi levada até o Hospital Municipal de Corumbá, onde após exame de Raio-X foram constatadas cerca de 50 cápsulas de cocaína em seu intestino. A jovem chegou a evacuar cerca de nove cápsulas.

A mulher contou que engoliu as cápsulas em uma casa na Bolívia e levaria a droga até a Roma, onde receberia R$ 10 mil pelo transporte.

Ela foi encaminhada ao pronto socorro e posteriormente à Polícia Federal em Corumbá (MS).

Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Período de proibição da pesca termina nesta sexta-feira
Polícia
Ladrão furta carro de funerária com defunto dentro e sofre acidente
Polícia
Corpo com sinais de violência é encontrado em terreno baldio no São Conrado
Polícia
Motorista bêbado acerta poste, derruba semáforo e xinga PMs
Polícia
Dupla é presa pelo DOF com cerca de R$ 400 mil dólares de venda de cocaína
Polícia
Vídeo - Mulher dribla assaltante de moto e evita roubo
Polícia
Funcionário da Pão e Tal não reage, mas é baleado com dois tiros em roubo de malote
Polícia
Mulher morre após colidir em poste de iluminação com motocicleta
Polícia
Operação piracema tem mais de 800 kg de pescado apreendido
Polícia
Mulher procura marido que desapareceu após deixá-la no hospital

Mais Lidas

Geral
Acesso ao Informe de Rendimentos já está disponível
Geral
Ibama descobre óleo próximo a navio encalhado no Maranhão
Saúde
OMS eleva grau de contaminação do coronavírus para "muito alto"
Justiça
Desembargador prevê ''caos'' se ação do Novo for aprovada