Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS outubro21
Saúde

Três categorias da Santa Casa farão paralisação na segunda-feira

As categorias reclamam do parcelamento de 40% do 13° salário

24 janeiro 2019 - 17h54Marcos Tenório

Enfermagem, radiologia e o administrativo, são as três categorias da Santa Casa de Campo Grande, que fará uma paralisação na próxima segunda-feira (28) em frente ao maior hospital de Mato Grosso do Sul. As categorias reclamam do parcelamento de 40% do 13° salário.

Os funcionários vão cruzar os braços e esperar um posicionamento da Santa Casa, pois em todas as reuniões “falam que a prefeitura e o governo estadual não estão fazendo os repasses financeiros”, informou Lázaro Santana, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de MS (Siems).

Lázaro diz que a Santa Casa não cumpriu com o pagamento do 13° até o dia 20 de dezembro, pagando 60% do valor, e fizeram uma proposta do parcelamento dos 40% em três vezes, mas “os funcionários não aceitaram”.

O presidente da Siems revelou que foi realizada uma reunião na prefeitura com Carlos Alberto Coimbra, secretário de Saúde e Pedro Pedrossian Neto o secretário municipal de Finanças e Planejamento, e que foi informado que até a próxima segunda-feira, serão depositados R$ 10 milhões e que o governo estadual também deve depositar quase R$ 4 milhões nas contas do hospital. Lázaro disse ainda que o presidente do hospital, Esacheu Cipriano Nascimento, já afirmou que “o valor é insuficiente para pagar a folha de todos os trabalhadores”.

O salário do setor da enfermagem é variado, visto que o auxiliar de enfermagem recebe R$ 1.370,00, o técnico de enfermagem ganha R$ 1.625,00, já o enfermeiro recebe R$ 4.100,00.

A paralisação começará às 12h30 da próxima segunda-feira e Lázaro faz um convite ao prefeito Marcos Trad e ao governador Reinaldo Azambuja para comparecerem no dia da paralisação, para que possam entrar em um acordo.

A reportagem do JD1 Notícias entrou em contato com a Santa Casa, que informou que o pagamento de 60% “foi a condição que a diretoria encontrou para conseguir acertar [o pagamento] sem o repasse do Poder Público”, e que o acordo foi passado para os representantes dos sindicatos em reunião e eles repassaram para a categoria.

Assessoria informou que o hospital já "trabalha no vermelho", e não recebe o que é devido e mesmos assim a Santa Casa de Campo Grande está entre as quatro maiores do país, e é uma das poucas com o salário em dia.

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Mães de crianças com Espinha Bífida buscam informar sobre doença e prevenção
Saúde
Internações por Covid-19 estão abaixo de 20% no Estado
Saúde
Covid: MS é o 1° Estado a atingir baixo risco de transmissão, diz secretário
Saúde
Vacina estará disponível no Ayrton Senna e em 38 pontos
Saúde
Plantão UPAs: veja o quadro de médicos e pediatras em cada unidade
Saúde
Vídeo: Secretário de Saúde chama adolescentes para multivacinação neste sábado
Saúde
Sábado tem vacinação em mais de 20 pontos de Campo Grande
Saúde
Liberado certificado de vacinação para quem tomou vacinas diferentes
Saúde
Vacinação acontece em mais de 20 pontos neste sábado
Saúde
Sem Casos de Covid, Estado tem saldo negativo nesta sexta

Mais Lidas

Internacional
Mulher mata marido a machadadas após o flagrar estuprando sua filha de 5 anos
Vídeos
JD1TV: Corna vai tirar satisfação com amante do marido e 'pau come' solto
Polícia
Em uma noite, polícia atende três ocorrência envolvendo suicídio
Geral
JD1TV: Funcionário do Carrefour de Campo Grande é humilhado por gerente