Menu
Busca sábado, 20 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Saúde

Três categorias da Santa Casa farão paralisação na segunda-feira

As categorias reclamam do parcelamento de 40% do 13° salário

24 janeiro 2019 - 17h54Marcos Tenório

Enfermagem, radiologia e o administrativo, são as três categorias da Santa Casa de Campo Grande, que fará uma paralisação na próxima segunda-feira (28) em frente ao maior hospital de Mato Grosso do Sul. As categorias reclamam do parcelamento de 40% do 13° salário.

Os funcionários vão cruzar os braços e esperar um posicionamento da Santa Casa, pois em todas as reuniões “falam que a prefeitura e o governo estadual não estão fazendo os repasses financeiros”, informou Lázaro Santana, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de MS (Siems).

Lázaro diz que a Santa Casa não cumpriu com o pagamento do 13° até o dia 20 de dezembro, pagando 60% do valor, e fizeram uma proposta do parcelamento dos 40% em três vezes, mas “os funcionários não aceitaram”.

O presidente da Siems revelou que foi realizada uma reunião na prefeitura com Carlos Alberto Coimbra, secretário de Saúde e Pedro Pedrossian Neto o secretário municipal de Finanças e Planejamento, e que foi informado que até a próxima segunda-feira, serão depositados R$ 10 milhões e que o governo estadual também deve depositar quase R$ 4 milhões nas contas do hospital. Lázaro disse ainda que o presidente do hospital, Esacheu Cipriano Nascimento, já afirmou que “o valor é insuficiente para pagar a folha de todos os trabalhadores”.

O salário do setor da enfermagem é variado, visto que o auxiliar de enfermagem recebe R$ 1.370,00, o técnico de enfermagem ganha R$ 1.625,00, já o enfermeiro recebe R$ 4.100,00.

A paralisação começará às 12h30 da próxima segunda-feira e Lázaro faz um convite ao prefeito Marcos Trad e ao governador Reinaldo Azambuja para comparecerem no dia da paralisação, para que possam entrar em um acordo.

A reportagem do JD1 Notícias entrou em contato com a Santa Casa, que informou que o pagamento de 60% “foi a condição que a diretoria encontrou para conseguir acertar [o pagamento] sem o repasse do Poder Público”, e que o acordo foi passado para os representantes dos sindicatos em reunião e eles repassaram para a categoria.

Assessoria informou que o hospital já "trabalha no vermelho", e não recebe o que é devido e mesmos assim a Santa Casa de Campo Grande está entre as quatro maiores do país, e é uma das poucas com o salário em dia.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Campanha contra gripe volta a vacinar na segunda
Saúde
Pediatras querem revogar exigência do Teste da Linguinha
Saúde
Mutirão contra dengue nas Moreninhas acontece no sábado
Saúde
Pais e responsáveis podem levar crianças para vacinar contra a gripe
Saúde
Em uma semana, Três Lagoas registra 230 casos suspeitos de dengue
Saúde
Apenas duas UPAs têm pediatras na tarde desta quinta-feira
Saúde
Sesau convoca 64 médicos para reforçar atendimento, na capital
Saúde
Nesta quarta, duas UPAs atendem com clínicos e pediatras
Saúde
Fumacê percorre seis bairros nesta terça-feira
Saúde
Nesta terça, Três UPAs têm atendimento completo na capital

Mais Lidas

Polícia
Corpo de mulher é encontrado amarrado em árvore às margens da BR-262
Geral
“Em tempos de crise a solução é inovar”, diz empresária
Cidade
Morre no Rio, aos 40 anos, MC Sapão
Polícia
Jovem tem bicicleta furtada em estacionamento de supermercado