Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Senar - junho21
Saúde

Três categorias da Santa Casa farão paralisação na segunda-feira

As categorias reclamam do parcelamento de 40% do 13° salário

24 janeiro 2019 - 17h54Marcos Tenório

Enfermagem, radiologia e o administrativo, são as três categorias da Santa Casa de Campo Grande, que fará uma paralisação na próxima segunda-feira (28) em frente ao maior hospital de Mato Grosso do Sul. As categorias reclamam do parcelamento de 40% do 13° salário.

Os funcionários vão cruzar os braços e esperar um posicionamento da Santa Casa, pois em todas as reuniões “falam que a prefeitura e o governo estadual não estão fazendo os repasses financeiros”, informou Lázaro Santana, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de MS (Siems).

Lázaro diz que a Santa Casa não cumpriu com o pagamento do 13° até o dia 20 de dezembro, pagando 60% do valor, e fizeram uma proposta do parcelamento dos 40% em três vezes, mas “os funcionários não aceitaram”.

O presidente da Siems revelou que foi realizada uma reunião na prefeitura com Carlos Alberto Coimbra, secretário de Saúde e Pedro Pedrossian Neto o secretário municipal de Finanças e Planejamento, e que foi informado que até a próxima segunda-feira, serão depositados R$ 10 milhões e que o governo estadual também deve depositar quase R$ 4 milhões nas contas do hospital. Lázaro disse ainda que o presidente do hospital, Esacheu Cipriano Nascimento, já afirmou que “o valor é insuficiente para pagar a folha de todos os trabalhadores”.

O salário do setor da enfermagem é variado, visto que o auxiliar de enfermagem recebe R$ 1.370,00, o técnico de enfermagem ganha R$ 1.625,00, já o enfermeiro recebe R$ 4.100,00.

A paralisação começará às 12h30 da próxima segunda-feira e Lázaro faz um convite ao prefeito Marcos Trad e ao governador Reinaldo Azambuja para comparecerem no dia da paralisação, para que possam entrar em um acordo.

A reportagem do JD1 Notícias entrou em contato com a Santa Casa, que informou que o pagamento de 60% “foi a condição que a diretoria encontrou para conseguir acertar [o pagamento] sem o repasse do Poder Público”, e que o acordo foi passado para os representantes dos sindicatos em reunião e eles repassaram para a categoria.

Assessoria informou que o hospital já "trabalha no vermelho", e não recebe o que é devido e mesmos assim a Santa Casa de Campo Grande está entre as quatro maiores do país, e é uma das poucas com o salário em dia.

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Covid: Mais de 80% do grupo prioritário recebeu 1ª dose da vacina em MS
Saúde
Em 'disputa saudável', Geraldo quer vencer Dória e Paes na vacinação
Saúde
“O vírus está vencendo a guerra aqui em Campo Grande”, diz Maymone
Saúde
Covid - Prefeitura abre cadastro para vacinação de adolescentes
Saúde
Vacinação contra a gripe acontece até às 16h45 nesta sexta
Saúde
UPAs tem 41 clínicos e 13 pediatras na manhã desta sexta-feira
Saúde
Vacinação será retomada a partir das 14h em Campo Grande; confira os locais
Saúde
Vítima de câncer, morre filho do ex-vereador Bebeto
Saúde
Sesau ganha 10 cilindros de oxigênio da FIEMS
Saúde
Estado recebe novo lote com doses de Pfizer e Coronavac

Mais Lidas

Polícia
Tio engravida sobrinha de 13 anos e tia tenta fazer aborto, mas criança nasce
Geral
Ciclista morre ao ser atropelado voltando do serviço
Geral
Agente penitenciário é mais uma vítima da Covid-19 na capital
Polícia
Pastor preso por estupro de adolescentes, já foi detido por violência doméstica