Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Saúde

UPAs atendem com 56 pediatras nesta terça-feira

No período da tarde, o atendimento pediátrico será nas UPAs Vila Almeida, Universitário e Coronel Antonino

18 dezembro 2018 - 07h59Da Redação

Duas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) oferecem atendimento infantil durante a manhã desta terça-feira (18), segundo a escala médica, divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau). Serão nove médicos pediatras distribuídos entre as UPAs Coronel Antonino e Vila Almeida.

No período da tarde, o atendimento pediátrico será nas UPAs Vila Almeida, Universitário e Coronel Antonino, com 16 médicos atendendo.

No período noturno, segundo a escala, dos dez centros de saúde da cidade, três unidades não terão o atendimento pediátrico. São as unidades Santa Mônica, Aero Racho e Coophavilla II. Para as demais unidades, serão 31 pediatras atendendo.

Já o atendimento para adultos estará disponível em todas as dez unidades durante todo o dia.

Confira a escala das unidades:

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Anvisa suspende venda de 51 planos de saúde
Saúde
SUS disponibilizará medicamento contra atrofia muscular espinhal
Saúde
José Mauro cumprirá expediente na UBS Estrela do Sul, nesta quarta
Saúde
Terça-feira começa com 46 clínicos gerais nos UPAs da capital
Saúde
Casa da Saúde será transferida de endereço
Saúde
Oito pediatras atendem nas UPAs Coronel Antonino e Vila Almeida
Saúde
Vacina contra a febre amarela estará disponível a partir de segunda, na capital
Saúde
Obesidade, um problema crescente
A endocrinologista e metabologista cooperada, Samira Santos, fala sobre o assunto
Saúde
"Junho Vermelho" tem objetivo de incentivar doação de sangue
Saúde
Neste sábado, 56 pediatras atendem em unidades da capital

Mais Lidas

Polícia
Durante encontro amoroso, homem é morto por ex-marido de mulher
Polícia
Ex-secretário morre em acidente na MS-157
Polícia
Tio e sobrinho são mortos a golpes de facão
Educação
Extrato de pagamento do Bolsa Família terá alerta sobre trabalho infantil