Menu
Busca sábado, 22 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Cultura

Morre aos 92 anos o artista plástico Francisco Brennand

Ele era era ceramista, desenhista, escultor, gravador, ilustrador, pintor e tapeceiro

20 dezembro 2019 - 11h51Priscilla Porangaba, com informações da Agência Brasil

Morreu nessa quinta-feira (19), por volta das 11h, o artista plástico Francisco Brennand. De acordo com nota do Real Hospital Português, onde ele estava internado há dez dias, Brennand faleceu “em decorrência de complicações de uma infecção respiratória”. O artista tinha 92 anos.

Francisco de Paula Coimbra de Almeida Brennand, nascido em 1927, iniciou sua carreira no final da década de 1940. Era ceramista, desenhista, escultor, gravador, ilustrador, pintor e tapeceiro. Ao longo da vida, as obras de Brennand foram apresentadas em mais de 20 exposições individuais em diferentes capitais brasileiras e também em Berlim (Alemanha), Londres (Inglaterra) e Washington (Estados Unidos).

Até a internação, ele trabalhava regularmente na Oficina Brennand, onde estão expostos desenhos, pinturas, revestimento de arte cerâmica e objetos utilitários criados por ele.

A oficina está localizada no bairro da Várzea, no Recife, onde vão ser realizados o velório e a missa de corpo presente, às 20h, na Capela Imaculada Conceição (dentro da oficina do artista). O corpo de Brennand será cremado amanhã pela manhã em cerimônia fechada à família no Cemitério Morada da Paz.

“Eu sou artista”

A família não divulgou nota sobre a internação, morte, velório ou cremação. A secretária pessoal de Francisco Brennand, Cristiane Nascimento de Farias, disse que apesar da idade avançada, Brennand não sofria de nenhum problema crônico de saúde como diabetes, hipertensão ou cardiopatia e, por isso, “todos na oficina esperavam o seu regresso do hospital em breve”.

A secretária trabalhava há 16 anos com Francisco Brennand. Ela lembra do primeiro dia do trabalho, quando perguntou como deveria se dirigir a ele, “precisava saber se era pra chamar de ‘doutor’ ou de ‘senhor’. Ele respondeu ‘meu nome é Brennand. Eu sou artista’, dispensando a formalidade.”

Em janeiro, a oficina de Brennand passa a ter status de instituto, entidade sem fins lucrativos criada pra preservar o conjunto de obras expostas e garantir a integridade do legado do artista.

Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
MIS exibe filme sobre identidade de gênero nesta quinta-feira
Cultura
MIS inicia o Ciclo de Cinema Brasileiro Contemporâneo nesta semana
Cultura
Grito de Carnaval será daqui a pouco na Praça dos Imigrantes
Cultura
'Reviva Cultura' terá pagode e MPB neste domingo
Cultura
'Reviva Cultura' contará com show de Chicão Castro na 14 de Julho
Cultura
'Bassetto Ballet' abre 110 novas vagas para balé classico
Cultura
Autoridades abominam "declarações nazistas" de secretário de Cultura
Cultura
Secretário de Cultura parafraseia nazista e gera polêmica nas redes sociais
Economia
Mega-Sena acumula e próximo sorteio pode pagar R$ 14 milhões
Cultura
“Falta Um” apresenta espetáculo no teatro de Arena Helena Meireles neste fim de semana

Mais Lidas

Cidade
Força tarefa minimiza estragos da chuva
Geral
Prefeito fica preso em elevador da prefeitura
Esportes
Nadador de MS disputa competição junto à seleção brasileira
Polícia
Funcionários da Receita encontram jibóia de 3 metros no posto fiscal