Menu
Busca quinta, 02 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Esportes

Ex-presidente da UEFA é preso em investigação de suborno

Michel Platini foi jogador e dirigiu a entidade máxima do futebol europeu de 2007 a 2015

18 junho 2019 - 09h35Priscilla Porangaba, com informações da Agência Brasil

O ex-presidente da Uefa Michel Platini foi preso nesta terça-feira (18), em Paris, segundo noticia a imprensa francesa, dentro de uma investigação sobre possíveis fraudes na eleição do Catar como sede da Copa do Mundo de 2022.

A lenda do futebol francês, eleita para dirigir a entidade máxima do futebol europeu em 2007, foi detida pela polícia anticorrupção francesa, que está à frente das investigações.

O ex-jogador, que foi presidente da Uefa até 2015, cumpre suspensão de quatro anos , que expira em outubro, por violar o código ético da Fifa ao aceitar, em 2011, um pagamento autorizado pelo então presidente da entidade, Joseph Blatter, de aproximadamente 1,8 milhão de euros por trabalhos feitos entre 1998 e 2002.

Além de Platini, foi presa uma antiga conselheira do ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, Sophie Dion. O ex-secretário-geral do Palácio do Eliseu Claude Guéant prestou depoimento sob o status de "suspeito livre", segundo o jornal Le Monde.

Em 2016, a Promotoria Nacional Financeira abriu uma investigação por suposta corrupção na escolha do Catar para sediar a Copa de 2022, caso no qual o próprio Platini já havia prestado depoimento como testemunha em dezembro de 2017.

A investigação é centrada na reunião ocorrida em novembro de 2010 entre as autoridades do Catar com Sarkozy e Platini, na sede do governo francês, que também contou com a participação de Guéant e Sophie Dion.

O Catar foi acusado de comprar votos na sua candidatura para sediar a Copa do Mundo. Relatório do investigador independente americano Michael Garcia revelou uma série de transações financeiras suspeitas, muitas ligadas a Sandro Rosell, o ex-presidente do Barcelona que serviu como consultor do Catar.

Platini, três vezes vencedor da Bola de Ouro de melhor jogador do mundo, deveria suceder Blatter como presidente da Fifa em 2016, quando o escândalo de corrupção eclodiu. Ele luta para limpar seu nome desde então.

 

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Campo Grande sediará a Liga das Nações que foi adiada para 2021
Esportes
Fluminense perde para o Volta Redonda na reestreia de Fred
Esportes
Nenê testa positivo para covid-19 e está fora do Campeonato Carioca
Esportes
Amigos do Parque volta com nova formatação durante pandemia
Esportes
Operário convoca torcedores para se associarem e ajudar o Clube
Esportes
Etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude é cancelada
Esportes
Em "novo normal", Flamengo bate por 3 a 0 o Bangu na volta do Carioca
Esportes
Flamengo e Bangu reabrem Campeonato Carioca após paralisação
Esportes
Dividas de clubes de futebol com a Receita Federal podem ser suspensas
Esportes
Corrida Digital tem estratégia inovadora

Mais Lidas

Polícia
Comboio de 20 carros é apreendido transportando contrabando em MS
Saúde
Preocupante: mortes por coronavírus passam de 100 em MS
Política
"Projeto das Fake News gera interesse em 30 países", diz Nelsinho
Polícia
Com medidor sonoro, “festeiros” terão punições mais severas