Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Geral

Prefeito não aumentará próprio salário, da vice e de secretários

O projeto foi aprovado pelos vereadores e passará por nova análise do Legislativo até o dia 20

11 dezembro 2018 - 17h40Da redação

O prefeito Marquinhos Trad disse nesta terça-feira (11) que não vai aumentar o próprio salário, da vice-prefeita, Adriane Lopes, e dos seus secretários. “Não vou aplicar o aumento”, disparou.

O projeto foi aprovado pelos vereadores na semana passada, em primeira votação e, entre os dias 13 e 20 deste mês, deve passar por uma segunda análise, antes do recesso de fim de ano.

Pela legislação, o salário de Marquinhos é fixado em 90,25% da remuneração máxima para servidores públicos. O vencimento do prefeito passaria de R$ 20.412,12 para R$ 35.462,22. A vice teria direito a 90% da remuneração do prefeito, Adriane passaria a ganhar R$ 31.915,99.

Reajuste dos vereadores

O reajuste do salário dos vereadores foi aprovado em única votação e basta que o prefeito sancione. Caso ocorra, o aumento de 26% valerá a para a legislatura de 2021. A partir da sanção, o salário dos vereadores será de aproximadamente R$ 18,900,00.

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Bebê ganha tratamento domiciliar, mas equipamentos não chegam
Geral
CCZ retoma dia 20 agendamento online para castração de cães e gatos
Geral
Estudante fica em coma após ser picado por naja
Geral
Com suspeita de coronavírus, Paulo Corrêa pede afastamento da Assembleia
Geral
PMA captura jiboia de quase 3 metros nas obras do Aquário do Pantanal
Geral
Banda V12 realiza live nesta quinta, com músicas escolhidas pelo público
Geral
Indústria de chocolate mantém otimismo, apesar da pandemia
Geral
Com operação Pátio Zero, Detran-MS esvazia agência em Corumbá
Geral
Final feliz: Emilly é encontrada e está bem
Geral
Vídeo - Blogueira acusa ex, famoso na capital, de calote e de ter sido abusivo

Mais Lidas

Polícia
Trio é detido com R$ 400 mil em prata granulada clandestina
Política
Dourados fecha bares e academia por dez dias
Polícia
DNA aponta preso de São Paulo como autor de estupro em MS
Educação
MEC adia Enem para janeiro de 2021