Menu
Busca sábado, 07 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
TJMS Dezembro-19
Geral

Procon retira mais de 200 itens estragados do Supermercado Nunes

No local os fiscais encontraram várias irregularidades

04 fevereiro 2019 - 19h57Marcos Tenório

Após denúncias, o Procon Municipal de Campo Grande fiscalizou o Supermercado Nunes, localizado no Bairro jardim Aeroporto, nesta segunda-feira (4).

No local os fiscais encontraram várias irregularidades como produtos impróprios para o consumo (carne bovina e suína que estavam fora do prazo de validade), frutas e verduras podres e com larvas, entre outros produtos alimentícios vencidos. 

Foram encontradas embalagens violadas e sem informações sobre origem do produto. Mais de 200 produtos fora retirados de comercialização e descartados, para que não atinjam a saúde do consumidor.

De acordo com o subsecretario do Procon Municipal, Valdir Custódio,  a população nos últimos dias tem mandado as denúncias através do WhatsApp, solicitando fiscalizações.

Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
PM se acidenta em perseguição e precisa de ajuda para pagar cirurgias
Geral
Obra que discute direito regulatório e atuação da administração pública é lançada no STJ
Geral
Energisa investe em projeto para economizar energia no Fórum de Corumbá
Geral
Secretário de Segurança Pública elogia Operação Boas Festas
Geral
Projeto poderá proibir corte de energia do consumidor
Geral
Saque do FGTS está liberado para nascidos em setembro e outubro
Geral
Mulher sofre lesões graves ao ser pisoteada por búfalos
Geral
Boletos do IPVA 2020 começam a ser entregues a donos de veículos
Geral
Fábio Trad homenagea APAE em sessão solene na Câmara
Geral
Chuva não interfere e aeroporto opera sem atrasos e cancelamentos nesta manhã

Mais Lidas

Polícia
Homem morre preso nas ferragens do carro após acidente
Brasil
Mercosul eleva limite de isenção para viagens no exterior
Polícia
Vídeo: Confusão no centro, estacionamento fecha e mulher fica "a pé"
Geral
PM se acidenta em perseguição e precisa de ajuda para pagar cirurgias