Menu
Busca quinta, 13 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Polícia

Policial que matou bioquímico no cinema é solto pela justiça

Dijavan estava detido no presídio de Campo Grande, porém agora está atuando na PMA de Dourados

14 agosto 2019 - 08h55Sarah Chaves

O policial militar Dijavan Batista dos Santos, 37 anos, que foi indiciado por homicídio dia 18 de julho, por assassinato ao bioquímico Julio Cezar Cerveira Filho, dentro de uma sala de cinema de Dourados, teve o pedido de habeas corpus concedido pela justiça na última quinta-feira (8).

A Polícia Militar Ambiental confirmou que Djavan está solto e trabalhando internamente no pelotão de Dourados, por determinação da Justiça.

O crime

O policial e o bioquímico estavam com seus filhos para assistir a um filme infantil quando começaram a discutir por causa da poltrona que faziam uso. Eles brigaram e então houve o disparo que atingiu Júlio no tórax e o matou na hora. 

Câmeras de segurança do cinema registraram a briga. As imagens mostram o desentendimento entre o policial e a vítima até o momento em que se dirigem à porta do cinema, onde entraram em luta corporal seguida pelo disparo, mas não havia câmeras neste ponto do cinema.

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Negociação com homem que tenta suicídio, dura mais de 11 horas
Polícia
AO VIVO - Homem tenta se matar no Cophavilla
Polícia
Agora: Homem faz família de refém e fala em suicídio
Polícia
Personal trainer é assassinada por casal de vizinhos
Polícia
Idoso aceita carona e tem carteira levada no Nova Lima
Polícia
Adolescente que fugiu, volta para casa e está bem
Polícia
Tio estupra sobrinho com quem mora e é preso seis meses após denúncia
Polícia
Operação contra pedofilia cumpre sete mandados e prende dois na Capital
Polícia
Carga de eletrônicos milionária é apreendida em MS
Polícia
Motorista que estava “desaparecido” é encontrado morto em motel

Mais Lidas

Polícia
Negociação com homem que tenta suicídio, dura mais de 11 horas
Polícia
AO VIVO - Homem tenta se matar no Cophavilla
Geral
Bolsonaro corta 60% da verba destinada à Rede Globo
Polícia
Agora: Homem faz família de refém e fala em suicídio