Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Agronegócio

"Agricultura vem carregando o Brasil nos últimos tempos" diz Tereza Cristina

Declaração da ministra foi feita durante a inauguração da nova sede da Ampasul

29 julho 2019 - 12h14Sarah Chaves, com informações da assessoria

A ministra da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, falou sobre o avanço da agricultura durante a inauguração da nova sede da  Associação Sul-mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul) na sexta-feira (26), em Chapadão do Sul. O evento também contou com a presença do secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) Jaime Verruk, e autoridades do setor produtivo.

Para Tereza Cristina, a organização do setor tem visão de futuro e estratégias muito bem definidas. “A agricultura brasileira na grande maioria tem seus setores muito bem organizados, e é quem vem carregando o Brasil nos últimos tempos. Gostaríamos que todos os setores estivessem bem, principalmente a indústria, que deu passos para trás nos últimos tempos”, disse.

A ministra falou ainda sobre a necessidade de mudar a imagem que se tem sobre o setor produtivo. “O que me deixa triste é que o povo brasileiro em geral não conhece a força do agro, a determinação e a pujança desse setor. Além disso somos uma grande potência ambiental e não somos reconhecidos como tal. Precisamos todos os dias exercitar essa informação”, lembrou.

Jaime Verruck, cita que um dos pontos fundamentais dentro da política agrícola estadual foi a manutenção feita através do programa de desenvolvimento do PDAGRO do algodão. “Hoje é um programa que nós entendemos que é fundamental para ajudar na competitividade da produção do algodão no Mato grosso do Sul e manter essa competitividade”, disse.

A inauguração da nova sede da Associação teve investimento de mais de R$ 18 milhões e trouxe para o Estado um dos cinco melhores laboratórios de classificação de fibras do algodão do Brasil, considerando a estrutura e tecnologia, amplo espaço administrativo e um centro de eventos multifuncional para mais de mil pessoas.

A solenidade também contou com a presença do presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), Milton Garbugio, os prefeitos João Carlos Krug, de Chapadão do Sul, e Waldeli dos Santos Rosa, de Costa Rica, o chefe Geral da Embrapa, Guilherme Asmus, o presidente da Famasul, Mauricio Saito, o diretor-presidente da Copasul, Gervásio Kamitani, e o diretor da Aprosoja/MS, Jorge Michelc, além de diversas outras lideranças e autoridades do setor produtivo, o presidente da Ampasul, Walter Schlatter, realizou o ‘Tour da Colheita do Algodão na Fazenda Minuano’, do Grupo Schlatter, e na Fazenda Pantanal, do Grupo SLC.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agronegócio
Senar/MS realizará programa de incentivo à agricultura sustentável
Agronegócio
Fundos investe mais de R$1 bi nos pequenos produtores rurais de MS
Agronegócio
Exportações de Mato Grosso do Sul chegam a R$ 20 bilhões em 2019
Agronegócio
Jorge Matsuda morre vítima de um câncer
Agronegócio
Campanha de vacinação contra febre aftosa será prorrogada em algumas cidades
Agronegócio
Hinove Agrociência abre fábrica de 100 mil m² em Rio Brilhante
Agronegócio
Tereza Cristina assina convênio para "impulsionar o AgroNordeste"

Mais Lidas

Justiça
TJ-MS inocenta juiz Paulo Afonso
Saúde
Grupo de brasileiros tem exames negativos para novo coronavírus
Polícia
Homem que tentou suicídio e queimou a própria casa permanece internado
Brasil
Morre, aos 83 anos, o “Zé do Caixão”