Menu
Busca quinta, 18 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Cidade

Vereadores promovem audiência contra aumento nas contas de energia elétrica

É cogitada a participação de 300 vereadores do interior somado aos da capital, no dia 20 de fevereiro às 14h

14 fevereiro 2019 - 12h50Da redação com assessoria

Diante de centenas de reclamações de consumidores que foram surpreendidos com os altos valores das contas de energia elétrica no mês de janeiro e fevereiro, vereadores de Campo Grande estão cobrando explicações e providências da Energisa. A Mesa Diretora da Casa de Leis, propôs uma audiência contra os aumentos tarifários expressivos nas contas para o dia 20 de fevereiro. Já no dia 28 de fevereiro, o presidente da concessionária recebe grupo de parlamentares para prestar esclarecimentos.    

Conforme divulgado, a mobilização do dia 20, marcada para às 14h, contará com a presença de vereadores de municípios do interior do estado. O vereador Valdir Gomes lembra que é importante a participação da população. “Vamos mostrar nosso descontentamento contra esses abusos que estão solapando Campo Grande e todo Mato Grosso do Sul”, disse. 

A expectativa é contar com participação de 300 vereadores do interior. “Muitos presidentes de câmaras do interior já confirmaram presença, pois também querem respostas. Consumidores de várias cidades estão indignados com os valores das contas”, disse Jeovani Vieira, presidente da União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul. 

Os vereadores também já agendaram para o dia 28 de fevereiro reunião com o presidente da Energisa Marcelo Vinhaes Monteiro, segundo o vereador Prof. João Rocha, presidente da Câmara. “Iremos até o presidente da Energisa como representantes da população, que cobra respostas e não aceita esse aumento. Vamos buscar, primeiramente, o diálogo como forma de obter soluções o mais rápido possível”, disse o vereador Prof. João Rocha.     

Ainda no dia 25 de janeiro, a Câmara sediou reunião pública sobre o problema. Na data, o coordenador comercial da Energisa Jonas Ortiz esteve na Casa de Leis representando a concessionária, mas descartou irregularidades nos valores cobrados nas contas e disse que está sendo feita análise caso a caso. Ainda, justificou que o recorde de calor resultou no aumento das contas e, consequentemente, nos aumentos constatados.

As respostas não convenceram os vereadores e, por isso, a reunião foi agendada diretamente com o presidente da Energisa. “Ele não veio até a Câmara. Por isso, iremos até ele para cobrar informações mais claras e também soluções. São muitos casos, muitas denúncias de irregularidades e não podemos aceitar isso”, disse o presidente da Casa de Leis.   

Os vereadores pretendem elaborar documento com as queixas e as irregularidades constatadas para serem repassadas à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Ainda, os dados apurados devem ser compartilhados com os deputados estaduais, que também estão se mobilizando em relação ao tema. Os vereadores tinham cogitado abrir Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), mas por se tratar de questão de competência estadual a apuração deverá ser feita na Assembleia Legislativa.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Empresa garante que água distribuída é saudável e de qualidade
Cidade
No feriadão, mais de 180 mil veículos devem trafegar na BR-163
Cidade
CCR MSVia inicia "Operação Páscoa" na BR-163
Cidade
Comerciantes da Bandeirantes se reúnem com prefeito e deputado
Cidade
Reviva é inspirado em modelo mundial de grandes centros
Cidade
Confira o que abre e o que fecha no feriado de Páscoa, na capital
Cidade
Enem divulga resultado do pedido de isenção da taxa de inscrição
Cidade
Trecho da 14 de Julho, ao lado da praça, é liberado para veículos
Cidade
“Muitos trabalharam por essa conquista”, diz Carlão sobre pavimentação no Anache
Cidade
PL quer instituir abril como mês do doador de sangue e medula

Mais Lidas

Polícia
Esposa foge com pastor levando dinheiro e carro do marido
Polícia
Vídeo mostra momento que major é assassinado
Geral
Vídeo - Em encontro sustentável, secretário de Marquinhos cai de patinete
Polícia
Mãe de Kauan pode perder guarda de mais dois filhos