Menu
Busca quarta, 22 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Polícia

Skatista é morto a facada enquanto praticava o esporte na capital

Bruno de Freitas andava no bairro José Tavares quando foi golpeado; o suspeito fugiu

15 janeiro 2020 - 09h31Priscilla Porangaba

Bruno Eduardo Ferreira de Freitas de 31 anos, foi morto com uma facada no peito quando andava de skate no Bairro José Tavares, em Campo Grande nessa noite de terça-feira (14).

Segundo o boletim de ocorrência, Bruno seguia pela rua jornalista Raimundo Alves Filho, quando foi atacado e esfaqueado no peito, pelo suspeito que estava acompanhado de mais dois homens. Os três estavam em duas motocicletas.

Ainda conforme o registro, o skatista chegou a ser socorrido e reanimado por uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar, mas morreu em cima do skate.

De acordo com a polícia, uma testemunha informou que uma desavença no passado entre a vítima e autor seria a motivação para o crime.

O suspeito já foi identificado e o caso registrado como homicídio na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), no Centro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Mulher escreve nome do seu assassino com sangue antes de morrer
Polícia
Jovem tenta matar esposo por ciúmes
Polícia
Moto furtada é encontrada após ser vendida na OLX
Polícia
Corretor é preso com armas que venderia para "pagar as contas"
Polícia
Jovem é executado a tiros em frente de casa na fronteira
Polícia
Scalise fala em “compaixão” sobre mulher que ateou fogo na antiga Casa do Papai Noel
Polícia
PMA autua fazendeiro em mais de R$180 mil
Polícia
Criminosos invadem templo da Igreja Universal e levam dinheiro
Polícia
Substituto do narcotraficante Minotauro, é transferido de prisão
Polícia
Ex-namorada não aceita fim de relacionamento e ateia fogo em jovem

Mais Lidas

Cidade
Transporte Público - Marquinhos diz que tinha certeza que suspensão de aumento cairia
Saúde
Mapa mostra áreas de risco de Dengue
Brasil
Minha Mãe é uma Peça 3 se torna a maior bilheteria nacional
Justiça
MP acusa ex-presidente da Vale e outras 15 pessoas por 270 homicídios