Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 99647-9098
TJMS topo
Saúde

Grupo de brasileiros tem exames negativos para novo coronavírus

Ainda será feito um novo exame antes que todos sejam liberados da quarentena de 18 dias

19 fevereiro 2020 - 18h18Marya Eduarda Lobo, com informações da Agência Brasil

Exames específicos para o novo coronavírus feitos no grupo de 54 pessoas em quarentena na Base Aérea de Anápolis – Goiás deram negativo. O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabardo, disse em coletiva à imprensa, na tarde desta quarta-feira (19). “Os resultados foram concluídos, todos negativos todos continuam assintomáticos. Era o que esperávamos, era o que desejávamos”, afirmou.

De acordo com o secretário, ainda será feito um novo exame, no próximo sábado (22), para uma última avaliação, antes que todos sejam liberados da quarentena de 18 dias, contados a partir da entrada na aeronave brasileira, no dia 5 de fevereiro.

Ao todo, 34 pessoas foram resgatadas de Wuhan, cidade chinesa considerada epicentro da doença. Além deles, também estão em quarentena 24 pessoas que participaram da repatriação, pilotos e outros tripulantes da aeronave usada no resgate. A liberação destes profissionais antes dos 18 dias da quarentena chegou a ser cogitada, mas o Ministério da Saúde já descartou a hipótese.

O Ministério da Saúde também descartou entre ontem e hoje três suspeitas de infecção pela doença. Boletim divulgado hoje mostra que agora são duas pacientes monitoradas, uma no Rio Grande do Sul, que teve amostra coletada para exame específico do novo coronavírus, e uma do estado de São Paulo, que ainda será testada para outros vírus. 

No dia 5 de fevereiro, duas aeronaves da Força Aérea Brasileira foram à China buscar brasileiros em Wuhan, epicentro da doença. Entre brasileiros e familiares de outras nacionalidades, 34 vieram chegaram ao Brasil no dia 9 de fevereiro. A quarentena de 18 dias é um protocolo internacional para evitar a disseminação da doença no Brasil. Além dos repatriados, 24 profissionais que fizeram parte do resgate também estão em quarentena.

No dia 30 de janeiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de novo coronavírus como emergência em saúde pública de importância internacional. Mais de duas mil pessoas morreram na China e mais de 70 mil foram infectadas pelo novo vírus. No Brasil não há casos confirmados.

Os coronavírus são conhecidos desde meados dos anos 1960 e já estiveram associados a outros episódios de alerta internacional nos últimos anos. Em 2002, uma variante gerou um surto de síndrome respiratória aguda grave (Sars) que também teve início na China e atingiu mais de 8 mil pessoas. Em 2012, um novo coronavírus causou uma síndrome respiratória no Oriente Médio que foi chamada de Mers.

A atual transmissão, com o vírus batizado agora de Covid-19, foi identificada em 7 de janeiro. O escritório da OMS na China buscava respostas para casos de uma pneumonia de etiologia até então desconhecida que afetava moradores na cidade de Wuhan. 

Assembleia - Mais ALEMS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Com três novos casos, MS chega a 31 pessoas com coronavírus
Saúde
Pesquisa aponta que isolamento vertical aumenta perigo de mortes
Saúde
Ueze Zahran Stamatis está curado do coronavírus
Saúde
Coronavírus: Sul-mato-grossense, que mora na França, diz estar mal em relato na internet
Saúde
Vinte e dois pediatras atendem em 4 UPAs na manhã deste sábado na capital
Saúde
Com novos casos no interior, MS tem 28 pessoas com coronavírus
Saúde
Câmara lança site com informações de prevenção ao coronavírus
Saúde
Pesquisadores brasileiros avançam no sequenciamento do coronavírus
Saúde
Marquinhos sanciona Fundo Municipal de Combate ao Coronavírus
Saúde
Bebê de 3 meses é diagnosticado com coronavírus em Campo Grande

Mais Lidas

Justiça
Justiça Federal autoriza Cervejaria Bamboa a fabricar álcool em gel
Geral
McDonalds doa refeições para profissionais da saúde na capital
Justiça
Gilmar Mendes decide manter recomendação de soltar presos devido à pandemia
Saúde
Com três novos casos, MS chega a 31 pessoas com coronavírus