Menu
Busca quarta, 08 de abril de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Topo
Saúde

Número de casos suspeitos de coronavírus continua em 3 no Brasil

Dois pacientes estão em São Paulo e um no Rio Grande do Sul, onde são monitorados

17 fevereiro 2020 - 16h55Marya Eduarda Lobo, com informações da Agência Brasil

O número de pessoas suspeitas de contaminação pelo coronavírus no Brasil não teve alteração em relação a domingo (16), continuando em três casos. Dois pacientes estão em São Paulo e um no Rio Grande do Sul, onde são monitorados. Os três ainda não tiveram as amostras analisadas pelos laboratórios de referência.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, afirmou que os três casos são recentes, dois deles ainda estão sendo analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e um está sendo encaminhado do Lacen para nosso laboratório especializado.

É possível que os casos sejam descartados para coronavírus ainda no Lacen ou que necessitem de uma análise mais detalhada, como é o caso de um dos pacientes.

O ministério manteve sua política em relação ao carnaval. Gabbardo não sugeriu nenhum cuidado específico para o período. “Nada específico em relação ao coronavírus, uma vez que não temos, até o momento, a circulação do vírus no país. As recomendações são gerais. Não há nenhuma recomendação específica. E que todos possam ter um carnaval com bastante tranquilidade”, disse.

O Ministério da Saúde não afasta a possibilidade de autorizar o fim da quarentena para os tripulantes e demais pessoas que saíram do país nos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para resgatar brasileiros em Wuhan, região considerada epicentro do vírus.

Segundo Gabbardo, será feito um novo exame nesta segunda-feira (17), que deve ficar pronto até quarta-feira (19). Até essa data, será tomada uma decisão em relação a essas pessoas. “Vamos aguardar o resultado desses exames para anunciar se eles vão permanecer até o final ou se poderão sair antes da quarentena. Essa questão está sendo analisada pelo Ministério da Saúde junto com o Ministério da Defesa”, assegurou.

Ele frisou que a possibilidade de redução no tempo de quarentena não é considerada, até o momento, para os brasileiros que estavam em Wuhan e foram resgatados pelo governo brasileiro. A princípio, o período de 18 dias deverá ser cumprido por esse grupo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
SES realiza a distribuição de testes rápidos para coronavírus
Saúde
MS receberá cloroquina para 12 municípios
Saúde
Reinaldo alerta para necessidade de melhorar isolamento
Saúde
OMS alerta sobre afrouxamento das medidas contra coronavírus
Saúde
Mato Grosso do Sul tem 80 casos confirmados de coronavírus
Saúde
Terça-feira terá 15 pediatras e 49 clínicos atendendo pela manhã na capital
Saúde
Mandetta permanece na Saúde
Saúde
Mais uma idosa morre de coronavírus em MS
Saúde
SES divulga números de leitos para combate ao coronavírus
Saúde
Mulher de 47 anos é o novo caso de coronavírus na capital e está internada

Mais Lidas

Geral
Escritor Olavo diz que Mandetta deveria ser preso por esconder cura para coronavírus
Justiça
Justiça manda abrir publicidade de Bernal em 2013
Polícia
Filho é executado na frente da mãe
Economia
Governo libera FGTS para frear crise causada pelo coronavírus